Regionais - Aos 82 anos, Dolors Sala Carrió, mãe de Guardiola, morre vítima do coronavírus - Notícias
(1) 2 3 4 ... 15791 »
Regionais : Aos 82 anos, Dolors Sala Carrió, mãe de Guardiola, morre vítima do coronavírus
Enviado por alexandre em 06/04/2020 23:47:55


Dolors Sala Carrió, mãe do técnico Pep Guardiola, morreu, nesta segunda-feira, aos 82 anos, vítima do novo coronavírus. O anúncio foi feito nas redes sociais do Manchester City, time inglês no qual Guardiola é o treinador.
"A família Manchester City está arrasada ao relatar a morte de Dolors Sala Carrió, mãe de Pep, em Manresa, Barcelona, depois de contrair o coronavírus. Ela tinha 82 anos", disse a publicação. "Todos do clube enviam sua mais sincera simpatia neste momento tão angustiante para Pep, sua família e todos os seus amigos."
Há duas semanas, Guardiola doou um milhão de euros (cerca de 5,6 milhões) para a Fundação Àngel Soler Daniel, administrada pelo Collegi de Metges, em Barcelona, que luta contra o coronavírus.
A quantia foi destinada para a compra e produção de materiais e equipamentos de saúde. Além disso, também servirá para financiar a produção alternativa de respiradores e outros elementos de proteção para os profissionais de saúde.
Guardiola também se envolveu em projetos de pesquisa para obter medicamentos que impedem a transmissão da covid-19, como uma vacina, na qual estão trabalhando o médico Bonaventura Clotet e o pesquisador Oriol Mitjà.
Fonte: Estadão Conteúdo


TODA IGNORÂNCIA É AUDACIOSA.

E agora Ronaldo??? Estão transformando os estádios que foram usados na Copa do Mundo para atendimento hospitalar, o que houve na Copa do Mundo foi muita CORRUPÇÃO.

Eu sempre defenderei Saúde, Educação e segurança.

Muda Brasil.

Pacaembu em São Paulo
 Castelão em Fortaleza



Governadores juízes e prefeitos unidos contra o povo.

Rafael Brasil
Flagrados em áudio, Aécio e Gilmar Mendes têm passados polêmicos ...
Diante da crise, que é mundial, aqui no Brasil quase a totalidade da chamada classe política, além do judiciário e da mídia, estão partidarizando à questão, uma vergonha, um atentado ao povo e à nação. 

Ontem Gilmar Mendes, corrupto notório, que se especializou em soltar  bandidos, assim como seus pares do STF, com poucas exceções, aderiu a um movimento, tipo pague já. Isso em relação ao pagamento dos trabalhadores informais que estão passando necessidade, e com os pequenos negócios, falindo em massa.

Justamente ele, que conspira com  políticos para derrubar o presidente, sedentos para manter o status quo da safadeza e corrupção reinantes.

Prefeitos e governadores se transformaram em pequenos tiranetes, perseguindo à população amedrontada, que aliás os odeia. Existe democracia? O que chamam de nossas instituições democráticas só servem para proteger esta casta do povo, sedento de paz, trabalho e liberdade.

Nossas elites intelectuais, quase todas cooptadas pelo esquerdismo sempre estiveram contra o povo, e nos últimos tempos estão realmente mostrando a cara. São coniventes, e aliados do maior esquema de bandidagem jamais instalada no país, e claro, não querem largar o osso. Só que o país faliu, e agora? Querem derrubar o presidente de qualquer jeito.

Do jeito que as cosas andam é possível que só uma revolução popular com apoio das recalcitrantes forças armadas restabeleça a ordem e direcione o país para uma nova ordem constitucional, esta verdadeiramente democrática. Afinal todos queremos paz trabalho e justiça. Com essa gente seremos escravos desde sempre. Quem duvida?

Justiça em Foco : STF decide se juízes podem julgar casos em que seus parentes sejam os advogados
Enviado por alexandre em 06/04/2020 23:41:04


STF

O STF marcou para o dia 17 o julgamento de um dos temas mais relevantes — e controversos — para juízes e  advogados: a ação direta de inconstitucionalidade impetrada pela Associação dos Magistrados Brasileiros acerca do impedimento dos juízes em casos os quais estejam envolvidos clientes do escritório de advocacia do cônjuge ou parente até o terceiro grau.

A PGR já se posicionou contra o pedido da AMB. A ADI será relatada por Edson Fachin num dia em que os brasileiros, é o que se prevê, estarão vivendo o início do auge dos casos de coronavírus no país.

Regionais : Barroso elogia Mandetta e diz que eleição deve ser definida até junho
Enviado por alexandre em 06/04/2020 23:40:16


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, disse nesta segunda-feira (06) que a Corte Eleitoral deve decidir até junho se adia ou não as eleições municipais deste ano. A afirmação foi feita em entrevista ao portal Uol.

Segundo Barroso – que assumirá a presidência do TSE em maio– se houver adiamento do pleito devido à pandemia, ele pretende remarcar a votação para dezembro, no máximo.

“A verdade é que estamos monitorando a evolução da doença. Não gostaria de adiar as eleições, acho que ainda não é preciso decidir isso neste momento, mas acho que não podemos fechar os olhos a esse risco. Imaginaria junho como sendo o momento em que nós temos que ter uma definição. O que eu sou radicalmente contra é o cancelamento das eleições e fazer todas coincidirem em 2022”, disse.

Na entrevista, Barroso afirmou que o ideal seria adiar “por um prazo máximo de 2 meses” as eleições para evitar que mandatos sejam estendidos além do tempo concedido pelo voto popular.

Segundo o vice-presidente do TSE, unir as eleições municipais e nacionais em 2022 inviabilizaria o trabalho da Justiça Eleitoral, que teria de julgar, ao mesmo tempo, milhares de registros de candidatos a vereador, prefeito, deputado, senador e presidente.

“Nós estamos estimando 750 mil candidatos entre prefeitos e vereadores. Se você juntar isso a milhares de candidatos nas eleições nacionais vai criar um inferno gerencial nestas eleições”.

Avaliação do ministro da Saúde

O futuro presidente do TSE disse considerar que o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) faz um bom trabalho. “Uma pandemia como essa coloca luz sobre a necessidade de competência. Quando você coloca gente competente, séria e honesta no lugar certo, tudo vai bem”.

Segundo Barroso, Mandetta se baseia na “melhor ciência”. “Agora, coloca um ministro da Saúde que tem dedicação e base na melhor ciência… Acho que o Brasil está reagindo razoavelmente bem dentro da pandemia. Portanto, não deixa de ser alentador ter no país tanta gente boa”. Continue reading


Presidentes e dirigentes de 9 partidos políticos fizeram uma reunião nesta segunda-feira (06), por videoconferência. Decidiram fechar um pacto de apoio aos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para que sejam firmes e não cedam a propostas de destinar o Fundo Eleitoral para combate ao coronavírus.

Estes foram os dirigentes que estiveram na reunião virtual desta segunda-feira:

Dirigentes partidários decidiram cumprimentar Maia e Alcolumbre pelo trabalho à frente das Casas no momento de calamidade pública. Mas deixaram claro que querem afastar emendas “jabutis” sem vinculação com o momento, na avaliação dos políticos.

Os apelos endereçados a Maia e Alcolumbre foram para não se deixarem levar por discursos para uso do dinheiro eleitoral ou mesmo de adiamento das eleições municipais para 2022.

Regionais : País terá, nesta semana, ‘hora da verdade’ na luta do SUS contra o vírus
Enviado por alexandre em 06/04/2020 23:37:39


https://abrilveja.files.wordpress.com/2020/03/ap20091469630063.jpg?quality=70&strip=all&resize=420,280 420w, https://abrilveja.files.wordpress.com/2020/03/ap20091469630063.jpg?quality=70&strip=all&resize=360,240 360w, " data-pin-nopin="false" width="620" height="413" />

Prestes a superar a marca de 500 mortes pelo coronavírus, o Brasil viverá nesta semana uma espécie de “hora da verdade” em relação à capacidade instalada do SUS para receber a onda de infectados que virá.

O choque de realidade se dará no momento em que o Ministério da Saúde anunciar a fotografia geral do número de leitos de UTI e de enfermaria disponíveis no país no momento.

Até então, o governo se guia pelos dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, que oferece uma fotografia defasada da situação, um retrato pré-coronavírus.

O novo quadro vem sendo montado pela equipe do ministro Luiz Henrique Mandetta a partir de relatórios de secretários de Saúde dos 26 estados e do Distrito Federal.

Será o retrato mais preciso já registrado no país em relação à capacidade do sistema de saúde brasileiro de enfrentar a pandemia. Com esses números, os técnicos de Mandetta conseguirão calibrar melhor alguns limites cruciais do sistema, como o momento vivido em países como a Itália, onde o colapso da estrutura de UTI já impõe aos médicos a dolorosa decisão de quem salvar em quem deixar morrer.

A semana será decisiva em outro fronte do esquadrão comandado por Mandetta. Os país comprou da China um lote de 200 milhões de máscaras e espera também a entrega de 150 milhões de unidades de materiais de proteção para profissionais de saúde, como luvas, capotes e álcool em gel dos chineses. Há ainda a promessa de entrega de 15.000 respiradores, num contrato orçado em 1 bilhão de reais.

Para buscar o material, o governo já planeja o envio de aviões da FAB à China. O problema, no entanto, é na guerra comercial que virou a compra de insumos chineses. O governo teme perder as cargas para outros países, em especial os Estados Unidos — do amigão de Jair Bolsonaro, Donald Trump — que vêm comprando produtos chineses de forma predatória para tentar conter o avanço da pandemia que avança entre os americanos de forma catastrófica.



https://abrilveja.files.wordpress.com/2020/04/mandetta.jpg?quality=70&strip=all&resize=420,280 420w, https://abrilveja.files.wordpress.com/2020/04/mandetta.jpg?quality=70&strip=all&resize=360,240 360w, " data-pin-nopin="false" width="620" height="413" />

A caminho de superar as 500 mortes, o Brasil viverá nos próximos dias um choque de realidade com a explosão de casos de coronavírus, o colapso da rede pública e privada de saúde e a chegada definitiva do drama que devastou diferentes países pelo mundo. O alerta foi dado há dias pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

O governo de Jair Bolsonaro, no entanto, perde minutos preciosos sabotando a tropa dentro do próprio quartel. Não bastasse o próprio presidente dar demonstrações públicas de ciúmes pela exposição do seu ministro da Saúde, agora foi o ministro da Educação, Abraham Weintraub, que apareceu para dar sua contribuição na crise.

Seguindo os passos de Eduardo Bolsonaro, que abriu a crise diplomática com os chineses, Abraham Weintraub atacou os chineses nas redes sociais. O roteiro repete argumentos adotados pelos Estados Unidos no início da crise, quando Donald Trump preferia negar o problema e chamar a pandemia “vírus chinês” criado pelo regime para tirar vantagens comerciais de seus concorrentes globais.

Neste domingo, Weintraub escreveu o seguinte em uma rede social: “Geopolíticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?”.

O ministro da Educação de Bolsonaro trocou a letra “r” por “l”, assim como Cebolinha, o personagem criado por Mauricio de Sousa. A mudança das letras também ridiculariza o sotaque de muitos asiáticos ao falar português. Para completar, Weintraub incluiu no seu elaborado texto, uma capa de gibi da Turma da Mônica na China.

A resposta da China não demorou. Num texto nas redes, a embaixada chinesa no Brasil afirmou que a pandemia está se espalhando globalmente e traz um desafio que nenhum país consegue enfrentar sozinho. “A maior urgência neste momento é unir todos os países numa proativa cooperação internacional para acabar com a pandemia com a maior brevidade, com vistas a salvaguardar a saúde pública mundial e o bem-estar da Humanidade”, diz a nota.

A embaixada destaca a reprovação da Organização Mundial da Saúde à associação do coronavírus a um país ou região. “Instamos que alguns indivíduos do Brasil corrijam imediatamente os seus erros cometidos e parem com acusações infundadas contra a China”, conclui.

O próprio embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, veio a público nesta segunda-feira para cobrar uma resposta do Itamaraty sobre as declarações de Weintraub.

“O lado chinês aguarda uma declaração oficial do lado brasileiro sobre as palavras feitas pelo min. da educação, membro do governo brasileiro. Nós somos cientes de que nossos povos estão do mesmo lado ao resistir às palavras racistas e salvaguardar nossa amizade”, escreveu no Twitter.

A nova crise não poderia vir em pior hora para o Brasil. Com uma guerra global por suprimentos – respiradores, máscaras, luvas, álcool gel… –, seria de se esperar que o governo estivesse focado por completo em fazer valer anos de relação amistosa com os chineses para assegurar a cooperação necessária ao enfrentamento da nossa escalada da curva. Não é o caso.

Enquanto a Saúde negocia contratos bilionários com os chineses, que já deram demonstrações de que podem ignorar o Brasil e vender seus produtos a outras nações, o governo Bolsonaro, além de não ajudar a equipe do ministro Mandetta, atrapalha seus esforços. Continue reading

Regionais : Governo cancela Rondônia Rural Show e vai destinar recursos para combate ao coronavírus
Enviado por alexandre em 06/04/2020 23:35:54


https://blogdopainel.com/wp-content/uploads/2020/03/corona-300x169.jpg 300w" data-lazy-sizes="(max-width: 720px) 100vw, 720px" data-lazy-src="https://blogdopainel.com/wp-content/uploads/2020/03/corona.jpg" data-was-processed="true" width="720" height="405" />

Seriam gastos R$ 2 milhões na feira que aconteceria de 26 a 30 de maio

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), anuncia aos parceiros, colaboradores e público em geral o cancelamento da 9ª edição da Rondônia Rural Show Internacional, prevista para acontecer no período de 26 a 30 de maio de 2020, no município de Ji-Paraná. A medida corrobora com o esforço que o Governo de Rondônia tem realizado para combater a pandemia do coronavírus (Covid-19), para proteger a vida dos rondonienses, da mesma maneira a dos visitantes que se fariam presentes na 9ª edição do evento.

Conforme consta no ofício nº 1665/2020/GOV-RED assinado pelo governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, serão remanejados à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) os recursos no valor acima de R$ 2,2 milhões destinados ao evento, com intuito de auxiliar as ações pertinentes ao combate do coronavírus (Covid-19).

A Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) será responsável por remanejar à Sesau os montantes que seriam empregados à execução da feira, e caberá à Secretaria de Estado de Finanças (Sefin) efetuar os trâmites pertinentes ao repasse à pasta em questão.

De acordo com o secretário da Seagri, Evandro Padovani, a 9ª edição da feira vai acontecer no final de maio de 2021. “Essa medida visa contribuir no combate ao coronavírus. Agradeço a todos os colaboradores e parceiros pela compreensão. Os investimentos para a feira deste ano serão destinados à Secretaria de Saúde e a 9ª edição acontecerá no próximo ano”, informou.

As informações são da Seagri

(1) 2 3 4 ... 15791 »