Regionais - Terreiro de candomblé é depredado e incendiado - Notícias
(1) 2 3 4 ... 12245 »
Regionais : Terreiro de candomblé é depredado e incendiado
Enviado por alexandre em 23/11/2017 10:34:05


Um terreiro de candomblé foi depredado e incendiado em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil, a principal suspeita é que o ataque tenha sido uma manifestação de intolerância religiosa. Na propriedade moram 14 pessoas da mesma família, mas, felizmente, ninguém se feriu.

Segundo a delegada Caroline Matos, a polícia vai fazer perícia no terreiro para tentar identificar pistas para tentar identificar suspeitos. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso. Ela investiga a hipótese de o incêndio tenha sido criminoso e praticado por alguém que já conhecia o local.
“A primeira linha de investigação é justamente a questão da intolerância religiosa. A gente não pode fazer afirmativas ainda de que tenha sido mesmo o que aconteceu”, afirmou.

O ataque ocorreu na madrugada de quarta-feira (22). A sala onde ficavam as imagens e orixás foi destruída pelo fogo. Em um anexo onde fica a cozinha, objetos foram revirados e quebrados. As roupas usadas nas celebrações religiosas foram reviradas. A família acredita que os criminosos não colocaram fogo nas roupas porque não tiveram tempo.

A mãe-de-santo Rosimeire Correia disse que o fogo começou no meio da noite, quando todos já estavam dormindo. Ela conta que esta é a segunda vez que o terreiro é alvo de ataques. A primeira vez ocorreu em 2013, quando criminosos agiram da mesma forma, quebrando objetos e incendiando o local.

“Como se tivesse muita coisa e pegou fogo muito rápido”, contou.

A dona de casa Viviane Correia mora na propriedade e afirma que tem medo de que ela e a família sejam alvos de agressões e de intolerância. “Danos materiais se vão, mas a gente recupera de novo. E se acontecer com a gente uma repressão pior?”, desabafou.

24 Horas News

Brasil : EFEITOS DA BEBIDA
Enviado por alexandre em 23/11/2017 10:31:14


Qual faz você se sentir sexy, agressivo ou emotivo? Estudo identifica efeito de cada tipo de bebida alcoólica
Destilados tendem a fazer as pessoas se sentirem agressivas ou emotivas, enquanto vinho tinto e cerveja relaxam, aponta pesquisa com mais de 30 mil pessoas em 21 países.

Uma pesquisa feita em 21 países, entre eles o Brasil, indica que os efeitos do álcool no comportamento variam de acordo com o tipo de bebida consumida. Cerveja e vinho normalmente relaxam. Já os destilados podem fazer a pessoa se sentir mais agressiva, sexy ou emotiva.

Para esse estudo, divulgado na publicação acadêmica de medicina BMJ Open, foram entrevistadas cerca de 30 mil indivíduos com idade entre 18 e 34 anos. Os resultados indicam ainda que a probabilidade de apresentar comportamento agressivo é maior entre os que potencialmente podem apresentar dependência do álcool, por consumirem uma grande quantidade com frequência.

As evidências identificadas pelo estudo podem, segundo os pesquisadores, ajudar a entender melhor o alcoolismo e o que motiva as pessoas a beberem. Com o tempo, as pessoas adquirem tolerância ao álcool e podem acabar bebendo mais para sentir os mesmos "efeitos positivos", avaliam os cientistas. Mas o aumento no consumo também atrai os efeitos negativos, explica o professor e pesquisador britânico Mark Bellis.

As entrevistas para o estudo foram feitas por meio de formulários online que garantiam o anonimato dos participantes, recrutados em sites de notícias e nas redes sociais. Se comparado a outros tipos de bebidas, o consumo de destilados - como tequila, rum e gim, por exemplo - está mais associado a comportamentos agressivos, mal-estar, inquietação e choro.

A pesquisa também indica que:
- Vinho tinto faz as pessoas se sentirem mais letárgicas que vinho branco;
- Beber cerveja e vinho tinto relaxa mais;
- Mais de 40% dos entrevistados disseram que beber destilados os fazem se sentir sexy;
- Mais da metade dos que bebem destilados se sentem energéticos e confiantes, mas um terço se percebe agressivo quando consome esse tipo de bebida;
- Homens são mais propensos que mulheres a apresentarem comportamento agressivo com todos os tipos de álcool, em especial os que bebem mais.

Variação entre países

As diferenças nas emoções também variam a depender do país do entrevistado. Participantes da Colômbia e do Brasil relataram uma maior associação com as emoções positivas de sentir-se com mais energia, relaxado e sexy, por exemplo. Entre as emoções negativas, a Noruega apresentou índices maiores ligando consumo de álcool e relatos de agressividade. A França, por sua vez, foi o país com mais reportes de inquietude.

O pesquisadores salientam, porém, que é necessário cautela para interpretar esses resultados, devido à pequena amostra para cada país.
Apesar de o estudo indicar associações entre cada tipo de bebida e mudanças no comportamento, não apresenta uma explicação sobre o porquê das alterações. Bellis afirma que o local onde a bebida é consumida também pode fazer diferença, e que a pesquisa tentou levar em consideração se a ingestão de álcool acontece dentro ou fora de casa.

"Jovens muitas vezes bebem destilados em uma noitada, enquanto o vinho é mais consumido em casa, com uma refeição", observa. Ele diz ainda que há o fator "expectativa". "Alguém que quer relaxar vai escolher uma cerveja ou um vinho." O professor acredita ainda que as diferentes formas que bebidas são comercializadas ou promovidas encorajam as pessoas a escolher um determinado tipo delas na expectativa de se comportar de uma certa forma ou de sentir algo específico. Isso, segundo ele, pode desencadear sentimentos e comportamentos negativos.

"As pessoas podem beber para se sentirem mais confiantes ou relaxadas. Mas também acabam se arriscando a ter reações ruins." Segundo os pesquisadores da universidade britânica King's College London, os resultados do levantamento indicam que os dependentes do álcool confiam à subtância a função de gerar sentimentos positivos: têm cinco vezes mais chances de se sentirem com mais energia em relação às que bebem com menos frequência. "O estudo mostra a importância de entender por que as pessoas escolhem beber certos tipos de bebidas e o efeito que esperam ter ao consumi-las", diz John Larse, da Drinkaware, entidade sem fins lucrativos que alerta para os riscos e atua para reduzir o consumo de álcool no Reino Unido.

No país, a recomendação é ingerir menos de 14 unidades por semana para manter os riscos à saúde em um nível mais baixo. Isso equivale a 12 doses de destilados, seis pints (473 ml) de cerveja ou seis taças de 175ml de vinho a cada sete dias. Especialistas defendem a adoção de políticas como a que estabelece um preço mínimo para cada grau de álcool. Isso significa que bebidas com teor etílico mais alto, como uísque, ficariam ainda mais caras - o que em tese ajudaria a combater o alcoolismo. A Escócia irá a adotar um preço mínimo, estipulado em 50 centavos de libra (cerca de R$ 2,18) por unidade padrão, que mensura o volume de álcool puro em cada bebida. O País de Gales e a Irlanda também discutem legislação específica para estipular regra semelhante.

Brasil

No Brasil, o governo federal estabeleceu um novo modelo de tributação para vinhos, espumantes, uísques, vodcas, cachaças, licores, sidras, aguardentes, gim, vermutes e outros destilados, aplicado desde dezembro de 2015. O principal objetivo da medida, contudo, era aumentar a arrecadação. O mais recente estudo da OMS sobre a ingestão de álcool no país, publicado em 2014, detectou uma queda no consumo per capita entre os anos de 2003 e 2010 (de 9,8 para 8,7 litros). Mas o volume está acima da média mundial, de 6,5 litros per capita, e mais do que dobrou desde 1985, quando o índice era inferior a quatro litros.

A OMS coloca o Brasil no 53º lugar em um ranking de 191 países - liderado por nações do Leste Europeu, sendo Belarus e Moldova os dois primeiros colocados. Já o último Levantamento Nacional de Álcool de Drogas da Universidade Federal de São Paulo, baseado em pesquisas em 143 municípios de todo o país, também divulgado pela última vez em 2014, mostrou que quase quatro em cada 10 brasileiros bebem pelo menos cinco doses de bebida em uma mesma ocasião, em um intervalo de duas horas.

Segundo o Ministério da Saúde, entre 2010 e 2013 foram contabilizadas mais de 313 mil internações no Sistema Único de Saúde (SUS) decorrentes do alcoolismo. São gastos, em média, cerca de R$ 60 milhões por ano com pessoas dependentes do álcool.

metropoles

Regionais : Polícia prende bando que se passa por médico para aplicar golpes em famílias de pacientes
Enviado por alexandre em 23/11/2017 10:26:54


A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso deu apoio a mais uma operação contra o golpe do falso médico. A operação, “Jaleco Preto”, presidida pela Polícia Civil do Estado do Estado do Amazônia, cumpre nesta quinta-feira (23.11), no município de Rondonópolis (212 km ao Sul), 11 mandados de prisão contra membros de uma organização criminosa, comandada por presidiários da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa (Mata Grande)

O lucro mensal dos golpes praticados em todo país ultrapassava a cifra de R$ 200 mil. De acordo com o delegado, Cícero Túlio Coutinho Silva, titular da 23º Distrito Integrado de Polícia em Manaus, a quadrilha aplicou golpes de estelionatos em mais de dez hospitais particulares do Amazonas e dezenas de unidades hospitalares em outros estados brasileiros.

As investigações iniciaram há cerca de 2 meses, e apontaram como núcleo operacional da quadrilha, os suspeitos, José Divino e Diego Gabriel. Eles são detentos e operavam os golpes de dentro da Penitenciária de Mata Grande, em Rondonópolis.

Outros 9 integrantes da organização criminosa, pertencem ao núcleo financeiro e ficavam responsáveis por ceder as contas bancárias, utilizadas para o recebimento de valores oriundos dos golpes.

A operação conta com apoio Diretoria de Inteligência da Polícia Civil do Mato Grosso, Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) e Delegacia Regional, ambas de Rondonópolis, Gerência de Operações Especiais (Goe), e setor de Inteligência do Sistema Penitenciário, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). Para ação foram empregados mais de 50 policiais e agentes penitenciários.

O planejamento operacional da operação foi tratado em reunião, na quarta-feira (22), na Diretoria Geral, com o delegado geral, Fernando Vasco, o diretor de Inteligência, Juliano Carvalho, com membros do Sistema Penitenciário, do GOE e a equipe do delegado coordenador da operação, Cícero Tulio Coutinh Silva, da Policia Civil do Amazonas.

Golpe do Falso Médico

Na modalidade de golpe, um desconhecido se identifica pelo telefone como sendo médico ou diretor clínico de hospital. Normalmente não dispõe de conhecimento técnico científico sobre tratamentos médicos e, por isso, menciona exames absurdos. O estelionatário trabalha com a fragilidade da família que tem um parente internado.

Como evitar: Desconfie de qualquer pedido de dinheiro pelo telefone proveniente de hospitais; contrate eventuais exames diretamente em uma clínica ou hospital; em caso de telefonema procure confirmar os nomes de todo o corpo clínico e retorne imediatamente a ligação para o hospital pelo número do telefone que você dispõe, nunca ao número fornecido pelo interlocutor; não deposite quantias em contas de desconhecidos.


24 Horas News

Regionais : Ex-jogador admite ter matado técnico e revela relação desde os 15 anos
Enviado por alexandre em 23/11/2017 10:24:31


O suspeito de matar o técnico de futebol Armando Martins Filho, o Armandinho, em Porto Nacional, foi preso na tarde desta quarta-feira (22). Segundo a Polícia Civil, o jovem Matheus Rodrigues, de 20 anos, confessou o crime e alegou que o motivo foi um problema com o pagamento de um programa que teria feito com o técnico.

No depoimento, Matheus disse que conheceu o técnico quando foi jogador da base do Interporto, equipe que era treinada por Armandinho. O relacionamento entre os dois teria começado na época, quando o suspeito tinha 15 anos. Rodrigues disse que se tornou garoto de programa após o fim do contrato com o time e que continuou se relacionando com Armandinho.

A morte do ex-técnico foi no dia 5 de novembro. O corpo foi encontrado pela irmã da vítima, na casa dele, horas após o crime. O jovem era procurado pela polícia após os depoimentos de algumas testemunhas. Ele foi encontrado na praia do Caju, em Palmas.


O novo presidente do Interporto, Airton César, que assumiu em janeiro, disse não ter conhecimento do caso. Ele informou que quando a nova diretoria foi eleita o ex-técnico já não era parte do time.

24 Horas News

Regionais : 7ª Ciretran - Projeto Mini Multa forma primeira turma em Ouro Preto do Oeste
Enviado por alexandre em 23/11/2017 10:11:56


O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO), por meio de sua equipe de Educação de Trânsito, da 7ª Ciretran da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste realizou, na noite desta terça-feira (21), a entrega de certificados a 100 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Joaquim Nabuco, por terem participado do projeto Mini Multa.

Durante o projeto, foram ministradas aulas teóricas e práticas, tendo como foco principal a segurança das crianças e de seus familiares no trânsito. Os estudantes aprenderam a observar os erros que são comumente cometidos no trânsito.

As crianças, de idade entre 8 e 11 anos, participaram de um “pit stop” educativo em frente à escola, onde foram demonstradas situações reais de irregularidades cometidas pelos motoristas. Na ocasião, os alunos perceberam e corrigiram erros, como andar em cima da grama, estacionar na faixa de pedestre, entre outras infrações que fizeram com que eles passassem a questionar tais irregularidades.

Após quatro aulas teóricas e uma prática, os 100 alunos das turmas do 3° e 5° ano formaram-se, tornando-se Agentes de Trânsito Mirim. Durante a entrega dos certificados, cada formando recebeu uma carteirinha e um bloquinho de notificação lúdico, contendo as principais infrações de trânsito que são cometidas pelos adultos.

Segundo Mirley Suelem Andrade Santos, uma das responsáveis pelo projeto em Ouro Preto do Oeste, as crianças, a partir de agora, irão começar a verificar as ações de seus familiares em casa referentes ao trânsito. E, quando constatarem qualquer irregularidade, irão aplicar a multa simbólica, que pode ser convertida em algo à escolha do Agente Mirim, como por exemplo, sorvete ou chocolate.

“Os alunos nos surpreenderam quando explicamos a eles que não importa o valor financeiro da multa, que poderá ser trocada por qualquer outra coisa. Muitos deles, para nossa surpresa e orgulho, sugeriram substituir as multas por um abraço, um beijo, passear no bosque, andar de cavalinho no papai”, destacou Mirley. E ressaltou que, com esse projeto, percebeu que as crianças estão sentido falta desse contato com os pais.

A diretora da unidade municipal de ensino, Marilene Ferreira da Silva, agradeceu ao chefe da 7ª Ciretran, Wagner Roberto de Almeida e parabenizou o empenho, profissionalismo e carinho da equipe de Educação de Trânsito dedicados às crianças durante a aplicação do projeto.

“As crianças ficaram maravilhadas por terem participado de um projeto tão importante tanto para elas quanto para seus familiares e a comunidade de um modo geral, já que elas passarão a ficar mais atentas ao cotidiano do nosso trânsito”, enfatizou Marilene e agradeceu a todos da 7ª Ciretran.

Participaram do evento, como convidados especiais, o comandante da 3ª Companhia de Policiamento Ostensivo, capitão PM Edvaldo de Araújo Elias e o psicólogo Pedro Paulo de Carvalho, representando a Secretaria Executiva Regional de Governo.

Equipe de Educação de Trânsito
Merley Suelem Andrade Santos;
Viviane Martinelle.

Equipe auxiliar
Luana Ramos Santos;
Mariza Alzira Moreira;
Priscila Okada Araújo;
Edson Gomes;
Aribaldo Rosa da Silva.



















Fotos: Gazeta Central

(1) 2 3 4 ... 12245 »