Regionais - Anuário de Segurança Pública aponta menor qualidade de informações estatísticas de Rondônia - Notícias
(1) 2 3 4 ... 15010 »
Regionais : Anuário de Segurança Pública aponta menor qualidade de informações estatísticas de Rondônia
Enviado por alexandre em 16/09/2019 09:17:30

Anuário de Segurança Pública aponta menor qualidade de informações estatísticas de Rondônia

FBSP publica todos os anos análises da estatística criminal e, como parte da metodologia aplicada no levantamento, classifica as informações prestadas pelos estados

 

No Anuário 2019 de informações e análises criminais divulgado nesta semana pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), Rondônia está classificado no grupo das unidades federativas com menor qualidade dos registros estatísticos e prestação de informações. O grupo reúne 3 Estados do país que fornecem informações menos confiáveis.

O FBSP publica todos os anos dados e análises da estatística criminal e, como parte da metodologia aplicada no levantamento, classifica as informações prestadas pelos Estados, dividindo os grupos de acordo com a qualidade dos registros de mortes violentas intencionais. O estudo é bienal e a última atualização foi feita em 2018.

 

O Anuário do FBSP divide os grupos do estudo segundo a qualidade estimada dos registros estatísticos oficiais de Mortes Violentas Intencionais:

Grupo 1 (AL, CE, ES, GO, MA, MT, PA, PB, PE, PI, RJ, RN, SC) - maior qualidade das informações;

Grupo 2 (AC, AP, AM, BA, MG, PR, RS e SP) - qualidade intermediária das informações;

Grupo 3 (MS, RO e SE) - menor qualidade das informações;

Grupo 4 (RR e TO): não há como atestar a qualidade dos dados, pois a unidade optou por não responder ao questionário de avaliação.

 

Fonte: www.ouropretoonline.com/com /com informações de agências de noticias

Concurso Público : Pelo menos 12 órgãos que abrem as inscrições nesta segunda-feira
Enviado por alexandre em 16/09/2019 08:55:11


Cargos são de todos os níveis de escolaridade; salários chegam a R$ 16.454,57.

 

 

Agência Goiana de Habitação (Agehab)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 23 vagas
  • Salários de até R$ 1.623,60
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

 

 

Câmara Municipal de Ceres (GO)

 

 

  • Inscrições: até 15/10/2019
  • 8 vagas
  • Salários de até R$ 2.318,75
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Conselho Regional dos Representantes Comerciais de Mato Grosso (Core-MT)

 

 

  • Inscrições: até 20/10/2019
  • 7 vagas
  • Salários de até R$ 2.500
  • Cargos de nível médio
  • Veja o edital

 

 

Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FO-USP)

 

 

  • Inscrições: até 13/03/2020
  • 1 vaga
  • Salários de até R$ 16.454,57
  • Cargo de nível superior
  • Veja o edital

 

 

Ministério Público do Rio de Janeiro

 

 

  • Inscrições: até 24/10/2019
  • 18 vagas
  • Salários de até R$ 7.139,16
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Almirante Tamandaré (PR)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 15 vagas
  • Salários de até R$ 998,00
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Astorga (PR)

 

 

  • Inscrições: até 15/10/2019
  • 36 vagas
  • Salários de até R$ 10.286,53
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Caieiras (SP)

 

 

  • Inscrições: até 11/10/2019
  • 105 vagas
  • Salários de até R$ 1.828,49
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Carmo da Mata (MG)

 

 

  • Inscrições: até 08/10/2019
  • 92 vagas
  • Salários de até R$ 3.200,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Guiratinga (GO)

 

 

  • Inscrições: até 02/10/2019
  • 9 vagas
  • Salários de até R$ 2.877,39
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Santa Bárbara (MG)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 2 vagas
  • Salários de até R$ 1.140,92
  • Cargo de nível médio
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de São Francisco do Glória (MG)

 

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 7 vagas
  • Salários de R$ 998
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

Regionais : Pelo menos 12 órgãos que abrem as inscrições nesta segunda-feira
Enviado por alexandre em 16/09/2019 08:54:34

Cargos são de todos os níveis de escolaridade; salários chegam a R$ 16.454,57.

 

 

Agência Goiana de Habitação (Agehab)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 23 vagas
  • Salários de até R$ 1.623,60
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

 

 

Câmara Municipal de Ceres (GO)

 

 

  • Inscrições: até 15/10/2019
  • 8 vagas
  • Salários de até R$ 2.318,75
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Conselho Regional dos Representantes Comerciais de Mato Grosso (Core-MT)

 

 

  • Inscrições: até 20/10/2019
  • 7 vagas
  • Salários de até R$ 2.500
  • Cargos de nível médio
  • Veja o edital

 

 

Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FO-USP)

 

 

  • Inscrições: até 13/03/2020
  • 1 vaga
  • Salários de até R$ 16.454,57
  • Cargo de nível superior
  • Veja o edital

 

 

Ministério Público do Rio de Janeiro

 

 

  • Inscrições: até 24/10/2019
  • 18 vagas
  • Salários de até R$ 7.139,16
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Almirante Tamandaré (PR)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 15 vagas
  • Salários de até R$ 998,00
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Astorga (PR)

 

 

  • Inscrições: até 15/10/2019
  • 36 vagas
  • Salários de até R$ 10.286,53
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Caieiras (SP)

 

 

  • Inscrições: até 11/10/2019
  • 105 vagas
  • Salários de até R$ 1.828,49
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Carmo da Mata (MG)

 

 

  • Inscrições: até 08/10/2019
  • 92 vagas
  • Salários de até R$ 3.200,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Guiratinga (GO)

 

 

  • Inscrições: até 02/10/2019
  • 9 vagas
  • Salários de até R$ 2.877,39
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de Santa Bárbara (MG)

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 2 vagas
  • Salários de até R$ 1.140,92
  • Cargo de nível médio
  • Veja o edital

 

 

Prefeitura de São Francisco do Glória (MG)

 

 

 

  • Inscrições: até 20/09/2019
  • 7 vagas
  • Salários de R$ 998
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

Regionais : Com início de saques do FGTS, Caixa registra número recorde em transações
Enviado por alexandre em 16/09/2019 08:45:46

Com os saques imediatos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) liberados na sexta-feira (13), a Caixa Econômica Federal registrou o maior número de transações online de sua história. Segundo o banco, foram realizadas mais de 33 milhões de transações pelo site e aplicativo, 97% a mais que em 14 de agosto. Ainda de acordo com a instituição, 12 milhões de trabalhadores tiveram o dinheiro depositado em suas contas, totalizando R$ 4,97 bilhões.

Desde a MP (Medida Provisória) que incluiu a nova modalidade de saque do FGTS, a Caixa registrou mais de 70 milhões de acessos ao site. O aplicativo de FGTS do banco já foi baixado em mais de 7,3 milhões de smartphones e está entre os mais baixado no Brasil.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse por meio de sua conta no Twitter que o banco está preparado para atender os trabalhadores que queiram fazer a retirada dos valores disponíveis. “A cada duas semanas, vamos liberar mais de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade nos mais de 55 mil pontos de atendimento em todas as regiões do Brasil”, escreveu o presidente.

Horários especiais de funcionamento

As agências do banco funcionaram das 9h às 15h no sábado (14) especialmente para atender trabalhadores que quiseram sacar até R$ 500 de cada conta do FGTS. Desde sexta-feira (13), clientes Caixa que nasceram de janeiro a abril estão autorizados para retirarem o valor.

Nessa segunda (16) e terça-feira (17), as agências trabalharão em horário estendido. Agências que em dias comuns abrem às 11h, iniciarão o atendimento às 9h. As que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h. Já as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao fim do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente normal.

Para quem tem conta poupança, a Caixa já iniciou os depósitos automáticos de acordo com mês de nascimento do trabalhador. Os próximos a terem acesso aos saques serão os com nascimento do mês de maio a agosto, liberados no dia 27 de setembro. Logo depois será a vez dos nascidos de setembro a dezembro realizarem os saques, a partir do dia 9 de outubro. Clientes Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito por meio dos canais de atendimento.

Trabalhadores que optarem por não sacar o benefício terão até o dia 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais disponibilizados pela Caixa: aplicativo do FGTS, página na internet, Internet Banking Caixa e o telefone 0800 724 2019. Para aqueles que não tiverem conta poupança na Caixa ou conta-corrente, o calendário começa em 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

Justiça : RINDO DO POVO
Enviado por alexandre em 16/09/2019 08:44:51

Sem licitação, STF encomenda estudo "conceitual" sobre museu

Em tempos de aperto fiscal, o Supremo Tribunal Federal (STF) contratou, sem licitação, um estudo preliminar para reforma do museu da instituição, que guarda togas e chapéus de ex-ministros, cadeiras antigas, manuscritos e processos históricos. O escritório contratado foi o de Paulo Mendes da Rocha, mais destacado arquiteto brasileiro da atualidade, e o trabalho vai custar R$ 240 mil. 

O Tribunal justificou a contratação do escritório de Rocha sem licitação por conta de sua notória especialização e disse que ele foi chamado para elaborar apenas um estudo “conceitual”. O projeto executivo para a obra demandará recursos adicionais. O Supremo não informou o custo total das obras do museu. “As estimativas de custos só serão definidas quando o projeto for finalizado e aprovado pelo STF”, afirmou o Tribunal, em nota. Procurado, o arquiteto não respondeu.

O Supremo alega que o museu existente ocupa hoje uma área de menos de 70 m², em que se “comprime a história institucional da Corte”. O projeto não prevê a construção de um novo prédio, mas “readequação dos espaços existentes”. O local, no segundo andar do edifício-sede, fica afastado do público que visita as instalações do STF. Atualmente, uma parte das peças é exposta em vitrines, nos corredores e salas do prédio.

O Supremo diz que espera abrir o novo museu no próximo ano não só para guardar peças históricas da instituição, como acontece hoje, mas para abrigar exposições que contribuam para “a promoção da cidadania, da justiça e da compreensão da Constituição”.

Pela curadoria atual, as peças incluídas na Seção de Memória Institucional do Supremo, nome oficial do museu, valorizam a memória particular de ministros que passaram pela Corte. O acervo inclui, por exemplo, as togas usadas pelos ex-ministros Francisco Rezek e Ellen Gracie, os óculos de Cordeiro Guerra e os botões dourados de Rafael Mayer. 

Nos últimos meses, os gastos do STF chamaram a atenção, como o contrato de R$ 481,7 mil que prevê compra de lagostas e vinhos premiados para refeições a serem servidas a autoridades. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.



Sergio Moro

Uma batalha que envolve cerca de R$ 2,5 bilhões deve recomeçar na próxima semana no Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF-3). Trata-se do julgamento de ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) para liberar de vez os recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD).

Uma das prioridades do ministro da Justiça, Sérgio Moro, a liberação dos recursos pode chegar a R$ 332 milhões neste ano, ante cerca de R$ 3,6 milhões em 2018. A Advocacia Geral da União (AGU), porém, apresentou recurso, alegando que o dinheiro seria necessário para o equilíbrio fiscal do governo federal. O caso está agora nas mãos dos 15 desembargadores que compõem a chamada Corte Especial do TRF-3.

Vinculado ao Ministério da Justiça, o fundo foi contingenciado durante sucessivos governos até que a atual gestão passou a usar o dinheiro para projetos que vão do combate à corrupção à defesa do meio ambiente e do patrimônio artístico.

O saldo hoje em caixa chega a R$ 2,5 bilhões. A maior parte desses recursos vem de multas aplicadas pelo Conselho de Defesa da Atividade Econômica (Cade). Mas o fundo também é alimentado por multas da Secretaria de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e das indenizações de ações civis públicas propostas pelo MPF, por exemplo, para a reparação de lesões ao patrimônio histórico e ao meio ambiente e à proteção de pessoas vulneráveis. 

A liberação do dinheiro do fundo ocorreu após o MPF entrar com ação civil pública na 6.ª Vara Federal de Campinas. O pedido foi apresentado em dezembro de 2017 e, no ano seguinte, o MPF obteve uma liminar que garantia o descontingenciamento dos recursos para o ano de 2019. “Havia um desvirtuamento do fundo, pois ele tinha a finalidade específica e fixada em lei de reparar as lesões causadas à coletividade”, afirmou o procurador da República Edilson Vitorelli. Continue reading

(1) 2 3 4 ... 15010 »