Regionais - Peão desmaia e é hospitalizado após acidente na arena do rodeio - Notícias
(1) 2 3 4 ... 11208 »
Regionais : Peão desmaia e é hospitalizado após acidente na arena do rodeio
Enviado por alexandre em 23/04/2017 16:03:45


Um peão ficou ferido na noite deste sábado (22) enquanto participava da semifinal da montaria em touros do 13º Ribeirão Rodeo Music, em Ribeirão Preto (SP). De acordo com a organização do evento, João Pedro Junior, de Sertãozinho (SP), foi levado a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). O estado de saúde dele não foi informado.

Pedro Junior se acidentou quando montava o touro Everest pela Liga Nacional de Rodeio (LNR) . Em uma manobra brusca do animal, ele bateu o rosto no cupim do bovino e perdeu a consciência. O boiadeiro, que usava um capacete no momento da prova, caiu desacordado de cabeça para baixo, bateu forte contra o chão e torceu o pescoço. A queda assustou o público que acompanhava a prova na arena do Parque Permanente de Exposições.

O competidor foi socorrido e imobilizado por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Ele seguiu de ambulância até a UPA, e segundo a organização, estava consciente. O estado de saúde dele é estável.

O rodeio é considerado uma das modalidades esportivas mais radicais do mundo. Nela, o competidor precisa se manter por oito segundos em cima do touro, que pode chegar a pesar uma tonelada.



G1

Regionais : Açaí ajuda pessoas com transtorno bipolar
Enviado por alexandre em 23/04/2017 15:56:37


O açaí pode ajudar pessoas que têm transtorno bipolar. A descoberta é de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e da Universidade de Toronto, no Canadá.

Em estudos feitos por eles, o extrato do fruto reverteu, em laboratório, uma disfunção nas mitocôndrias, organelas que produzem energia para as células – na doença, elas liberam os perigosos radicais livres.
Muito apreciado em todas as mesas. Riqueza do Amapá, Acre, Amazonas, Pará, Roraima e Rondônia. O “reinado” dele é o Pará.

“Além disso, houve redução na inflamação”, conta o biomédico Alencar Kolinski Machado, um dos brasileiros envolvidos no projeto.

“Sabemos que indivíduos bipolares têm uma ativação inflamatória crônica”, informa.

De acordo com Machado, é provável que o consumo do fruto – e não só do extrato – já traga vantagens.
Na feira Livre do Bairro Quatro de janeiro, em Porto Velho /Foto Daiane Mendonça

Um estudo demonstrou, por exemplo, que 120 ml do suco por dia promoveram um efeito anti-inflamatório capaz de amenizar a dor.

O açaí na tigela também pode fazer bem porque contém a polpa do alimento.

É só evitar certos acompanhamentos, como xarope de guaraná e leite condensado. Prefira frutas naturais e um pouco de mel – e não abuse da granola.

O açaí vem se mostrando cada vez mais como um alimento que ajuda na saúde do homem. Ele já foi associado ao controle do colesterol, prevenção ao câncer, rejuvenescimento, à redução da celulite e ao emagrecimento.

EXPRESSÃO RONDÔNIA

Regionais : Vítimas de chacina de Colniza são identificadas e liberadas para sepultamento
Enviado por alexandre em 23/04/2017 15:52:24


As nove vítimas da chacina de Colniza foram identificadas pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e liberadas para sepultamento neste domingo (23). Todos eram homens, dois do estado de Rondônia, um de Alagoas. Uma das vítimas era também um pastor da Assembleia de Deus. O crime que chocou o estado e foi destaque nacional aconteceu na gleba Taquarucu do Norte, área na região de Colniza (1.065 km de distância de Cuiabá). A identificação dos corpos e investigação do crime mobiliza 32 profissionais.

As vítimas foram identificadas por equipe da Politec composta por médico legista, papiloscopista e técnico de necropsia: Izaul Brito dos Santos, de 50 anos, Ezequias Santos de Oliveira, 26 anos, Samuel Antônio da Cunha, 23 anos, Francisco Chaves da Silva, 56 anos, Aldo Aparecido Carlini, de 50 anos, Edson Alves Antunes, 32 anos, Valmir Rangeu do Nascimento, 55 anos e Sebastião Ferreira de Souza, 57 anos, que era pastor da Assembleia de Deus.

De acordo com informações da Polícia Judiciária Civil, Samuel e Francisco foram os primeiros corpos identificados pelos profissionais. Ambos são de Rondônia e a identificação foi possível mediante envio de prontuários civis do Instituto de Identificação do Estado.

Um dos corpos, identificado previamente como Fábio Rodrigues dos Santos, de 37 anos, aguarda envio do prontuário civil, que será encaminhado pelo Instituto de Identificação de Maceió, nesta segunda-feira (24), pois o órgão não possui expediente de trabalho em regime de plantão. A Politec também coletou material genético de Fábio para confirmar a identificação.

Identificação e investigação

Os exames de necropsia começaram no sábado (22), logo que os nove corpos chegaram na cidade de Colniza. Informações preliminares apontam que as vítimas apresentam sinais de facadas e tiros. O laudo com a causa da morte tem o prazo de 10 dias para ser enviado ao delegado que está investigando o caso.
Os trabalhos de identificação e de investigação são realizados paralelamente. Ainda no sábado testemunhas foram ouvidas na cidade de Colniza.

Uma equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), formada pelo delegado Marcelo Miranda, três investigadores, um escrivão e uma equipe de três peritos especializados em local de crime irão para região e ficarão o tempo necessário para trabalhar no caso.

“Estamos mobilizando mais uma equipe da DHPP e especialistas em local de crime da Politec para auxiliarem na força- tarefa que já está mobilizada na região”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas.

Força-tarefa

Uma força-tarefa foi montada para trabalhar no caso. Ao todo 32 profissionais participaram da ação. Foram empregados 19 policiais militares, quatro policiais civis, três bombeiros militares, quatro peritos e dois pilotos do Cioaper.

Ainda foram utilizados seis viaturas da Polícia Militar e Civil, cinco caminhonetes emprestadas, um avião, dois barcos emprestados e uma motocicleta com carretinha. Os profissionais contaram com o apoio dos moradores da região.

Os trabalhos da Sesp começaram na quinta-feira (20), logo que as forças de Segurança Pública tomaram conhecimento do crime. Imediatamente equipes das Políciais Civil e Militar da região se deslocaram para o local, que é de difícil acesso. Na manhã da sexta-feira (21), três técnicos da Politec de Cuiabá decolaram do hangar do Ciopaer, com destino ao distrito de Guariba, cerca de 150km de Colniza, para iniciar os trabalhos.

De lá, os profissionais percorreram ainda mais 200 km até a localidade de Taquaruçu do Norte, onde seguiram por mais 15 minutos de barco ou 18 km a pé para chegar ao local do crime.

OLHAR DIRETO

Regionais : Avião com 400 kg de droga cai em Tangará da Serra e cinco suspeitos são presos
Enviado por alexandre em 23/04/2017 15:49:36


Um avião bimotor carregado com aproximadamente 400 kg de uma substância análoga a pasta base de cocaína caiu, neste domingo (23), em uma área rural, a 75 km do município de Tangará da Serra. A apreensão faz parte de uma ação conjunta entre os policiais da Força Tática da Policia Militar de Tangará da Serra e a Polícia Federal.

Cinco suspeitos de traficarem a droga foram presos, sendo que dois deles precisaram ser encaminhados para a Santa Casa de Tangará da Serra, por terem sido alvejados após trocarem tiros com os policiais.

Informações preliminares dão conta de que um dos suspeitos baleados sofreu apenas escoriações em um dos braços. O estado de saúde do segundo suspeito alvejado não foi informado.

Segundo a PM, o piloto do avião teria percebido a ação dos policiais e tentou arremeter, sem sucesso, a aeronave que caiu logo em seguida.

Além da droga foram apreendidos vários celulares, um aparelho de GPS, um rádio comunicador, dois revolveres e mais de R$ 5 mil em dinheiro.

O avião e uma caminhonete Toyota Hillux – que faria o transporte da droga via terrestre – também foram apreendidos.



OLHAR DIRETO

Brasil : ECONOMIZANDO
Enviado por alexandre em 23/04/2017 13:59:48


Consumidor deve ficar atento a fatores que influenciam o preço da energia
A fatura de eletricidade é composta por diversos itens, como o custo da geração de energia, da transmissão, além de impostos e encargos.
Agência Brasil


Diversos fatores podem influenciar a conta de luz e o consumidor deve estar atento às informações do setor para se programar e tentar economizar quando as condições estiverem menos favoráveis, como na vigência da bandeira vermelha, por exemplo, que encarece o preço da energia.

A fatura de eletricidade é composta por diversos itens, como o custo da geração de energia, da transmissão, além de impostos e encargos. Todos os anos, ela passa pelo processo de reajuste, que tem como objetivo corrigir os preços cobrados pelas distribuidoras. A cada quatro anos, em média, ocorre a revisão tarifária, quando são revistas as regras de cálculo das tarifas e a transferência dos ganhos de produtividade das distribuidoras. No ano em que há a revisão tarifária, não é aplicado o reajuste anual.

Tanto os reajustes quanto as revisões tarifárias são definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Recentemente, a agência tem estabelecido alguns percentuais negativos de reajustes, ou seja, o preço da energia para os clientes de algumas distribuidoras têm caído em vez de aumentar. Isso acontece quando a Aneel faz um ajuste dos valores que foram estimados no processo tarifário anterior.

Bandeiras

Além dos reajustes nas tarifas, desde 2015 a conta de luz sofre o impacto das bandeiras tarifárias, que refletem o custo de geração da energia. Quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.

Em abril, a bandeira tarifária em vigor é a vermelha patamar 1, que significa um adicional de R$ 3 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

O presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Sales, explica que a bandeira tarifária não é um pagamento adicional, porque os consumidores já pagavam pelo uso das termelétricas, mas isso entrava no cálculo dos reajustes anuais. “Não é um pagamento adicional, é apenas mais alinhado no tempo com a realidade. Se você está acionando mais termelétricas hoje, está fazendo o pagamento tempestivamente, com a bandeira amarela ou vermelha.”

Indenizações

Outro fator que deverá aumentar a conta de energia nos próximos anos é o pagamento de indenizações às transmissoras de energia. O total, de R$ 62,2 bilhões, será pago pelos consumidores em oito anos. Em 2017, o impacto será de 7,17%, segundo a Aneel.

Essa indenização será necessária para remunerar os ativos das transmissoras de energia elétrica. A remuneração é uma gratificação paga pelos investimentos feitos pelas empresas que renovaram suas concessões antecipadamente em 2012, mas só recentemente a Aneel definiu como será feito o ressarcimento.

“Do ponto de vista do consumidor, isso é um incômodo absolutamente indesejável, mas é vital para a sobrevivência das empresas”, avalia Sales, lembrando que a indenização é uma consequência da Medida Provisória 579, que em 2012 determinou a renovação antecipada das concessões do setor elétrico.

Desconto

Por outro lado, os consumidores terão um alívio nas contas de luz de abril por causa da devolução de valores cobrados a mais no ano passado. Os percentuais de redução na tarifa que será aplicada em abril variam de 0,95% a 19,47% para 90 distribuidoras.

A devolução vai ocorrer porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. O valor total a ser devolvido será de R$ 900 milhões.

(1) 2 3 4 ... 11208 »