Regionais - Confúcio Moura tinha ‘gabinete do ódio’ no Palácio já em 2014 - Notícias
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 16156 »
Regionais : Confúcio Moura tinha ‘gabinete do ódio’ no Palácio já em 2014
Enviado por alexandre em 09/07/2020 14:58:20

Somente agora em 2020, seis anos depois, que o Brasil acordou para as máquinas de fake news e ataques que, desde as eleições de 2014 já produziam estragos e eram bancadas com recursos públicos.

Durante o processo eleitoral de 2014, o então candidato a reeleição Confúcio Moura, tinha um verdadeiro ‘gabinete do ódio’ instalado no Palácio do Governo, e toda a estrutura, bancada com recursos públicos, foi usada em ataques contra adversários políticos.

O principal alvo foi o então adversário, Expedito Júnior.

A coluna PAINEL POLÍTICO, publicada em maio de 2015 mostrou o que todos sabiam, mas o Ministério Público Eleitoral se recusava a enxergar. Confira:

Abuso

O Tribunal Regional Eleitoral requereu da Telebrás, os endereços dos IPs (Internet Protocol – número único de cada computador recebe ao se conectar na internet) que apareciam nos ataques, e advinha só, o IP 177.15.120.2 pertence ao range de numeração da Telebrás e aponta diretamente para o assinante, Governo do Estado de Rondônia, no circuito ROAC000002, sob o CNPJ 03.639.136/0001-12, cujo endereço comercial é, Dom Pedro II, 608, Palácio Presidente Vargas, em Porto Velho.

Pois é

O IP apareceu 8 vezes em ataques diretos a Expedito Júnior e isso é crime, e grave. Em passado recente foram feitas alterações no perfil do Wikipédia da jornalista Miriam Leitão e o servidor responsável pela gracinha foi exonerado. Por aqui, reina a leniência e a impunidade confuciana, principal responsável por toda essa bandalheira. A AIJE deverá entrar na pauta de julgamentos do TRE em breve, e pede a cassação do mandato de Confúcio. Resta saber se também ninguém vai conseguir “enxergar ilegalidades” nesse ato. Parece que uma epidemia de cegueira tem afetado algumas mentes em Rondônia.

Mas tem mais

No mesmo período foram usados computadores da secretaria de Estado da Educação (SEDUC), na época comandada pelo atual chefe da Casa Civil, Emerson Castro. Foram feitas mais de 2 mil postagens ofensivas e divulgação de vídeos contra o candidato Expedito Júnior, e pior, em horário de trabalho. Os registros apontam que foram usados os computadores da SEDUC no período entre 8 e 13 horas. E foi assim, na base do “vale tudo” que o governador Confúcio foi reeleito. No fundo ele sabe que não está legitimado. Aplicou golpes baixos durante toda a campanha, e tev que fazer isso, porque trabalho mesmo, não teve nenhum.

Confúcio saiu impune desses crimes.








Regionais : Soldado do EB morre durante treinamento de curso para Cabo, em Guajará Mirim
Enviado por alexandre em 09/07/2020 14:56:08

O soldado João Victor Dantas faleceu na última terça-feira enquanto era transferido de Guajará-Mirim para Porto Velho após passar mal durante treinamento em um curso para Cabo do Exército, no 6o BIS.

De acordo com informações da família, que foram repassadas pelo Exército, ele estava no Centro de Treinamento quando desmaiou por volta das 13 horas. Ele então foi encaminhado a um hospital militar e após os exames, os médicos disseram que ele estava com os rins paralisados e a taxa de açúcar no sangue muito baixa.

O laudo de diagnóstico aponta ainda choque circulatório e encelopatia hipoglicemica.

Ele foi entubado, e estava a caminho de Porto Velho por volta das 21 horas. Logo na saída de Guajará-Mirim o soldado teve uma parada cardíaca, conseguiu ser estabilizado, e mais adiante sofreu outra parada, vindo à falecer.

O corpo chegou por volta das 3 horas desta quarta-feira e já está sendo providenciada a liberação. O Exército ainda não se manifestou sobre o ocorrido.


PAINEL POLITICO


Justiça em Foco : Brasileiros pressionam Alexandre de Moraes pela prisão de blogueiro que desejou a morte de Bolsonaro
Enviado por alexandre em 09/07/2020 09:44:02

http://www.w3.org/2000/svg" version="1.1"/>" />

O ministro do STF Alexandre de Moraes determinou no dia 26 de junho a prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio por ‘crime de opinião’ no âmbito do inconstitucional Inquérito de “atos antidemocráticos” que visava silenciar quaisquer críticos ao STF. Os desdobramentos desse inquérito apenas confirmaram que o STF usa de poderes semelhantes aos do Ato Institucional número 5 editado pelo então presidente, general Arthur da Costa e Silva em 1968.

Essa semana, o Presidente da República Jair Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus, e isso foi motivo para os militantes anônimos e famosos desabrocharem de uma vez por todas, todo o ódio disponível em suas almas (se é que eles têm), levantaram discursos e campanhas em favor do vírus, médicos e estudantes de medicina que deveriam, em tese, valorizar a vida, desejaram a morte de um ser humano.

Um dos discursos mais pesados foi do blogueiro da Folha de São Paulo que publicou um artigo com o seguinte tema “Por que torço para que Bolsonaro morra” título esse que não vale a pena ser mencionado, porém se faz necessário no momento. No artigo, o blogueiro afirma que a morte do presidente seria “filosoficamente defensável” e o pior ainda, é ressaltar que não tem apreço quanto aos feitos do governo para mitigar a pandemia.

Com esse atentado a segurança nacional, e comparando ao caso de Oswaldo Eustáquio que sem prova nenhuma foi detido e liberado com inúmeras restrições, milhares de brasileiros pedem medidas do Ministro Alexandre de Moraes contra o blogueiro da folha que foi muito além de uma critica, desejou a morte da autoridade máximo do país que foi escolhido democraticamente por mais de 57 milhões de pessoas.

E agora sr. ministro? Vai ficar de braços cruzados e olhar de fato o que é um ato antidemocrático e fazer vista grossa ou vai pegar o mesmo peso que mediu Oswaldo Eustáquio e prender o blogueiro da folha?

Política : PT & COMUNISTAS
Enviado por alexandre em 09/07/2020 09:41:38

PT sela aliança com o Partido Comunista da China

O PT emitiu uma nota saudando o único partido da China, Partido Comunista da Chinês (PCCh) pelos 99 anos da legenda de extrema esquerda: “Acompanhamos com muita atenção esta história de desafios e êxitos e esperamos continuar aprofundando as relações de amizade que unem nossos partidos”. O partido surgiu com a Revolução Comunista chinesa, que deu início ao mais cruel e sanguinolento regime governamental da história humana (sem exageros).

 

Espantosamente, não só é rar encontrar pessoas realmente bem informadas sobre as atrocidades cometidas por aquele regime — o que nos diz muita coisa sobre nosso sistema educacional — como ainda há partidos políticos e intelectuais que simpatizam com o maoísmo.

O governo chinês é acusado de ocultar o coronavírus, o que impediu a reação do Ocidente. Além disso, o documento assinado pela deputada Gleisi Hoffmann garante que o PCCh está vencendo as adversidades, sejam elas econômicas ou políticas.

“Junto com [sic] seu povo, o PCCh enfrentou muitas adversidades, sempre conseguindo superá-las”, escreveu Gleisi. Recentemente, a sigla chinesa aprovou uma lei de segurança nacional. Em síntese, a mudança é a mais radical nas liberdades e autonomia de Hong Kong desde que o Reino Unido devolveu o território à China, em 1997. A nova legislação permitirá, por exemplo, que a polícia política do governo chinês atue no território independente para investigar e julgar “crimes de segurança nacional”.

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

Policial : ADIDOS
Enviado por alexandre em 09/07/2020 09:34:27

Bolsonaro designa delegados PF para serem adidos em embaixadas

O presidente Jair Bolsonaro designou dois integrantes da equipe do ex-diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo para postos diplomáticos em embaixadas brasileiras no exterior.

Um deles foi o delegado Umberto Ramos Rodrigues, que era chefe de gabinete de Valeixo. Rodrigues foi designado adido da PF na embaixada do Brasil em Pretória, na África do Sul.

CNN tem acesso à íntegra de depoimento de Valeixo; veja trechos

Mensagens mostram que Bolsonaro informou Moro sobre demissão de Valeixo

Assinatura de Moro foi usada sem autorização em exoneração de Valeixo

O outro delegado que ganhou um posto diplomático foi Roberval Ré Vicalvi, ex-diretor de Administração e Logística Policial da corporação. Ele foi designado adido da PF na embaixada em Paris, na França.

Segundo apurou a CNN, o presidente também tem sobre sua mesa um pedido para nomear o próprio Valeixo como adido de uma embaixada na Europa, mas ainda não tomou uma decisão. 

Valeixo foi um dos pivôs do pedido de demissão de Sergio Moro do Ministério da Justiça, no final de abril. O ex-juiz não aceitou a decisão de Bolsonaro de exonerar Valeixo da direção-geral da PF.

A exoneração do delegado é investigada em inquérito autorizado pelo Supremo Tribunal Federal para apurar suposta interferência do chefe do Palácio do Planalto na PF.

« 1 2 (3) 4 5 6 ... 16156 »