Regionais - Governo do Estado e Ceplac premiam os vencedores do 1º Concurso de Qualidade de Amêndoa de Cacau de Rondônia - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 11369 »
Regionais : Governo do Estado e Ceplac premiam os vencedores do 1º Concurso de Qualidade de Amêndoa de Cacau de Rondônia
Enviado por alexandre em 27/05/2017 22:14:00


Governo do Estado e Ceplac premiam os vencedores do 1º Concurso de Qualidade de Amêndoa de Cacau de Rondônia

Aconteceu no auditório central da 6ª Rondônia Rural Show, evento realizado em Ji-Paraná no período de 24 à 27 de maio a premiação aos agricultores vencedores do do 1º Concurso de Qualidade de Amêndoa de Cacau de Rondônia. O evento contou com presença do vice-governador do Estado Daniel Pereira, secretário estadual de Agricultura Evandro Padovani, senador da República Valdir Raupp, deputada federal Marinha Raupp, os superintendentes da Ceplac e Mapa em Rondônia respectivamente Cacildo Viana e José Valter Lins, secretaria de Executiva Regional de Governo polo IV Maria Araujo de Oliveira entre outras autoridades que puderam prestigiar o sucesso do Concurso que teve como objetivo a sensibilização do conjunto dos agricultores do Estado para a busca do cacau superior, visando a produção de chocolate de qualidade.


O primeiro lugar ficou com o agricultor André Luiz Vicente, do Município de Nova União. O segundo lugar ficou para o Munícipio de Campo Novo de Rondônia, agricultor Rafael Gomes de Brito e o terceiro lugar saiu para a Estância Turística Ouro Preto do Oeste, agricultor Claudionor Gomes de Brito. O vencedor do concurso André Luiz Vicente era só otimismo e disse que o cacau transformou a vida da sua família e agradeceu ao apoio técnico da Ceplac e do governo do Estado para que o sua lavoura cacaueira seja hoje uma referência em qualidade.


O projeto cumpriu seu objetivo e certamente contribuirá para o desenvolvimento da cultura cacaueira no Estado de Rondônia, uma vez que ficou evidenciado que podemos ter o melhor cacau do mundo. Se não somos o maior, podemos ser o melhor em qualidade de amêndoa de cacau, esse foi o mote do concurso. O vice-governador Daniel Pereira disse que a revitalização da lavoura cacaueira é uma prioridade do governador Confúcio Moura que abraçou a ideia que tem na Secretaria Executiva Regional de Governo polo Ouro Preto a sua base com um projeto em parceria com a Ceplac.

O cacaueiro é planta nativa da Amazônia, desta forma fazer um cacau de qualidade superior depende apenas da decisão e conhecimento técnico do agricultor. A Ceplac está orientando agricultores a construírem unidades simples de beneficiamento primário de cacau para servirem de modelos aos demais agricultores.










Fonte

Texto: Alexandre Araujo

Fotos: Alexandre Araujo

Secom – Governo de Rondônia

Regionais : Câmara paga R$ 2,5 milhões ao Sírio-Libanês
Enviado por alexandre em 27/05/2017 19:41:20


Câmara renovou, por R$ 2,5 milhões, contrato para atender deputados no Sírio-Libanês

A Câmara dos Deputados renovou sem licitação, por R$2,5 milhões, o contrato de serviços com o hospital Sírio-Libanês, famoso por atender os políticos e celebridades. Além disso, a Câmara ainda gasta R$100 milhões por ano para manter um autêntico hospital de ponta, com equipamentos como tomógrafo, raros no SUS. Os deputados não querem nem ouvir falar em extinguir seu serviço médico, como fez o Senado nos tempos em que era presidido por Renan Calheiros. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Os equipamentos modernos e até os profissionais do serviço médico do Senado foram disponibilizados ao SUS, após sua extinção.

A UTI móvel da Câmara socorreu o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) quando ele passou mal, há dias. No Senado já não há ambulância.

Apesar de alto, o contrato do Sírio-Libanês é irrisório perto dos R$104 milhões gastos na Câmara sem licitação, entre janeiro e abril.

Brasil : EDUCAÇÃO
Enviado por alexandre em 27/05/2017 19:38:22


MEC volta atrás em critério de oferta de EaD para ensino fundamental
Além da oferta no ensino básico, o decreto traz mudanças na oferta pelo ensino superior, flexibilizando regras de fiscalização.


O Ministério da Educação (MEC) voltou atrás e decidiu alterar o decreto publicado hoje (26), que estabelece as diretrizes para a educação a distância (EaD). O decreto assinado pelo presidente Michel Temer e pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, permitia que as escolas ofertassem educação a distância para estudantes dos anos finais do ensino fundamental regular, do 6º ao 9º ano, que estejam "privadas da oferta de disciplinas obrigatórias do currículo escolar".

A pasta divulgou nota na noite desta sexta-feira dizendo que houve um erro no material e que a retificação "será enviada para publicação na próxima segunda-feira [29]". Com isso, a redação que volta a valer é a do Decreto 9.057 de 25 de maio de 2005.

O decreto publicado hoje abria espaço para que redes de ensino públicas e privadas que não conseguissem, por algum motivo, ofertar disciplinas obrigatórias no ensino fundamental presencialmente o fizessem a distância.

A EaD para o ensino fundamental seguirá podendo ser ofertada em casos emergenciais, a estudantes que: por motivo de saúde, estejam impedidos de acompanhar o ensino presencial; estejam no exterior; vivam em localidades que não possuam rede regular de atendimento escolar presencial; sejam transferidas compulsoriamente para regiões de difícil acesso, incluídas as missões localizadas em regiões de fronteira; estejam em situação de privação de liberdade.

No caso do ensino médio, a oferta de EaD ainda terá os critérios definidos pelo MEC em conjunto com os sistemas de ensino, Conselho Nacional de Educação (CNE), conselhos estaduais e distrital de educação e secretarias estaduais e distrital para a aprovação de instituições que desejem ofertar a modalidade.

Além da oferta no ensino básico, o decreto traz mudanças na oferta pelo ensino superior, flexibilizando regras de fiscalização. As medidas foram elogiadas pelo setor privado.

AGÊNCIA BRASIL

Regionais : Enfermeira é demitida por usar uniforme de forma 'sexy e irresponsável'
Enviado por alexandre em 27/05/2017 19:34:30


A enfermeira tailandesa Parichat Chatsri, de 26 anos, foi demitida do hospital em que trabalhava por um motivo inusitado: ela usava o uniforme de "forma sexy e irresponsável", de acordo com a direção da instituição.

Parichat postava fotos em sua conta no Facebook feitas dentro do hospital e usando um uniforme menor que o tamanho recomendado.

Por conta disso, ela foi acusada pelo hospital de estar desrespeitando a profissão e criticada pelo teor "picante e sensual" das imagens.

A profissional concordou com as críticas que recebeu e reconheceu os pontos em que foi negligente: "Assumo a responsabilidade pelos meus atos. Preciso melhorar. Não queria que isto tivesse alcançado grande repercussão", afirmou ao site The Sun.

As fotos da jovem viralizaram nas redes sociais e receberam inúmeros compartilhamentos após serem postadas na página "Thai Nurse Lovers Association" (Associação de Amantes de Enfermeiras Tailandesas, em tradução livre). A página era destinada a fotos fetichizadas de mulheres usando uniformes sensuais.

imagem ilustrativa

Regionais : Na Europa Moro "o super juiz brasileiro do caso Lava Jacto"
Enviado por alexandre em 27/05/2017 19:24:08


Cartaz em Cascais destaca presença de juiz da Lava jato entre pensadores mundiais (Foto: Jorge Oliveira)

A notícia de que o juiz federal responsável pelo julgamento da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, será um dos oradores das Conferências do Estoril 2017, na próxima terça-feira (30), mobilizou brasileiros que vivem em Portugal e devem participar do maior evento sobre a globalização daquele país. Moro foi tratado no material de divulgação do evento como "o superjuiz brasileiro do caso Lava Jacto" e as vagas para acompanhar este que será o segundo dia do evento esgotaram desde a última quinta-feira (25).

Moro é um dos grandes pensadores mundiais convidados a debater temas sobre desafios globais e respostas locais. E vai dividir o debate sobre o tema “Lutar contra o Crime numa Democracia: Qual o papel e limites do Sistema Criminal e Judicial?”, com grandes nomes do Direito da Europa, a exemplo do promotor mais famoso da Operação Mãos Limpas, Antonio Di Pietro, da Itália; e do jurista Baltasar Garzón, que liderou a equipe de defesa de Julian Assange, do Wikileaks, na Espanha.

Para a conferência, Sérgio Moro está sendo apresentado como o juiz que combate um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que envolve vários políticos das mais altas esferas do poder no Brasil, aplicando o método utilizado na Operação Mãos Limpas, na Itália.

Em 2016, Sérgio Moro foi listado em 13º na lista da revista Fortune’s World’s Greatest Leaders, foi incluído na lista das 100 pessoas mais influentes pela revista Time e considerado pela Bloomberg como uma das pessoas mais influentes no mundo das finanças (em 10º).

Além de Moro, outros brasileiros participarão das conferências de Estoril: o professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás e ex-deputado federal, Vilmar Rocha; e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), investigado pela Operação Lava Jato, que abre o evento nesta segunda-feira (29).

Também estarão presentes o ex-presidente da Bolívia, Jorge Quiroga, hoje o mais forte opositor de Evo Morales; além de vários ganhadores do Prêmio Nobel, entre eles, Joseph Stiglizt, de Economia. Veja mais informações, acessando o site www.estorilconferences.com.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 11369 »