Regionais - TJ condena agente que roubou celulares e óculos de presos em MT - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 14106 »
Regionais : TJ condena agente que roubou celulares e óculos de presos em MT
Enviado por alexandre em 23/01/2019 00:08:54

TJ condena agente que roubou celulares e óculos de presos em MT

Da Redação

O agente penitenciário que se apropria de valores e bens pertencentes a detentos pratica ato de improbidade administrativa que produz enriquecimento ilícito. A decisão é da Segunda Câmara de Direito Público e Coletivo na Apelação 24701/2018, em que o agente se apropriou de R$ 777, dois celulares, três óculos de sol e carteiras com documentos, sendo que o dinheiro e os objetos pertenciam aos detentos do Centro de Detenção Provisória de Pontes e Lacerda. Ele ainda se utilizou do cargo público para subtrair livro de registro e protocolo do local a fim de ocultar a conduta.

Na decisão, por unanimidade, a câmara manteve parcialmente a sentença de Primeiro Grau, no sentido de que o servidor praticante da ilicitude deve perder a função pública e também está proibido de contratar com o Poder Público. A mudança se deu na multa civil que foi reduzida de 10 para duas vezes o valor do acréscimo patrimonial do agente a ser restituído ao erário, além de afastar a suspensão dos direitos políticos, considerando que o recorrente não ocupava cargo eletivo e que já houve a decretação da perda da função pública.

De acordo com o desembargador José Zuquim Nogueira, relator do processo, está incontroverso nos autos as condutas imputadas ao apelante tanto que ele confessou ter praticado as ações “com alto grau de reprovabilidade”.

“Com efeito, para a caracterização do ato de improbidade administrativa, que importa em enriquecimento ilícito, é necessária a presença de alguns requisitos, como o recebimento de vantagem econômica indevida pelo agente público, oriunda de comportamento ilegal, com ciência da ilicitude e conexão entre o exercício funcional abusivo e a vantagem econômica indevida alcançada”.

Zuquim ressaltou ainda que todos os objetos foram restituídos aos seus respectivos donos. “Quanto à perda dos bens e valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio, em que pese a legislação de regência disponha somente sobre o ressarcimento ao erário, pelo que se extrai dos autos, tanto os objetos quanto as quantias subtraídas já foram devolvidos aos particulares, no decorrer da presente ação, e merece ser mantida.”

Participaram ainda da votação os desembargadores Luiz Carlos da Costa (presidente da câmara e segundo vogal) e a desembargadora Antônia Siqueira Gonçalves (primeira vogal). Leia aqui a íntegra da decisão.

Regionais : Com 116 cm de bumbum, muso da Porto da Pedra reclama: ‘Apertam sem permissão’
Enviado por alexandre em 23/01/2019 00:01:50

Fábio Alves, que é muso da Porto da Pedra e rei de bateria do bloco Bafo da Onça, chama atenção na folia e fora dela. Também, pudera, ele ostenta 116 cm de bumbum. O assédio é grande, e o enfermeiro só não gosta de quando é desrespeitado. "Não me incomodo de olharem, o problema é quando apertam minha bunda sem permissão. Isto é um absurdo. Ninguém pode tocar em uma parte íntima do outro sem que este consinta", afirma o sambista, conhecido como Mister Bumbum.

Alves conta também que pega pesado na academia para manter o corpo em dia. "Coloco bastante peso, mas com supervisão de uma profissional. No agachamento, chego a colocar 100 kg", diz Fábio. Fábio Alves ostenta 116 cm de bumbum

Extra

Brasil : A LENDA
Enviado por alexandre em 22/01/2019 23:51:46

Usain Bolt encerra carreira no futebol: ‘Foi divertido enquanto durou’

Velocista encerrou sua curta carreira após período de testes na Austrália e agora pretende se dedicar totalmente à vida de "homem de negócios"

O ex-velocista oito vezes medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos e 11 campeão mundial de atletismo, Usain Bolt, encerrou a breve carreira de jogador de futebol, iniciada em 2018. Em entrevista à Agência Reuters, a lenda jamaicana afirmou que não dará seguimento ao sonho que tinha de jogar profissionalmente, antes mesmo de assinar qualquer contrato.

“Foi uma boa experiência. Eu realmente gostei de estar em um time, e era diferente do atletismo. Foi divertido enquanto durou”, disse Bolt, que treinou com a equipe Central Coast Mariners, da Austrália, no final do ano passado, em um período de testes. Ele chegou a realizar duas partidas e marcou dois gols em uma delas. O velocista também chegou a realizar treinos no Borussia Dortmund, time que tem o mesmo patrocinador que o jamaicano, e disputar uma partida pelo Stromsgodset, da Noruega.

A lenda jamaicana afirmou que não dará seguimento ao sonho que tinha de jogar profissionalmente (Foto: Reprodução)

Bolt esteve próximo de assinar um contrato profissional com o clube australiano, mas as partes não chegaram a um acordo. O velocista recebeu um convite do Valletta, maior campeão da Malta, mas recusou a oportunidade. O empresário de Bolt afirmou que o jamaicano teve propostas de outros clubes, que não foram aceitas. “Eu estou fazendo tantas coisas agora. A vida esportiva acabou, então estou indo para diferentes ramos dos negócios. Tenho vários objetivos em mente. Estou tentando me organizar e ser um homem de negócios agora”, disse Bolt à Reuters.

Veja

Regionais : Presidente da ALE/RO deputado Maurão de Carvalho é elogiado por liderança política
Enviado por alexandre em 22/01/2019 22:06:51

Presidente da ALE/RO deputado Maurão de Carvalho é elogiado por liderança política
O presidente da União das Vítimas da Reforma Agrária e do Meio Ambiente (Univram), Jânio Lopes, o Zoca, esteve participando na manhã desta terça-feira (22), na inauguração do novo prédio que abrigará o Poder Legislativo Estadual, denominado Palácio Marechal Rondon. O ato solene foi conduzido pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia – ALE/RO deputado estadual Maurão de Carvalho e contou ainda com a presença das autoridades dos três poderes constituídos, lideranças políticas, comunitárias e eclesiásticas além servidores da Casa de Leis e população em geral.

Jânio Lopes o Zoca que já foi presidente da Câmara municipal de vereadores do município de Ouro Preto do Oeste, destacou o emprenho do presidente da ALE/RO Maurão de Carvalho e concluir a obra após 9 anos de iniciada ainda na gestão do ex–presidente Neodi Carlos e sendo retornada na gestão do deputado Herminio Coelho. Zoca disse que Maurão de Carvalho vai deixar um legado de bons serviços prestados ao povo de Rondônia, quando soube conduzir a Casa de Leis nos últimos 4 anos de forma harmoniosa com os Poderes Executivo e Judiciário, órgãos fiscalizadores e sobre tudo ter sido um parceiro de primeira hora dos 52 municípios do Estado. “Deputado Maurão de Carvalho é um daqueles políticos que podemos afirmar que vai fazer falta na condução de políticas públicas, não que os que vão tomar posse seja menos qualificados, mas a grandeza de Maurão é o balizador dos debates que virão. Maurão sempre buscou atender à todos e durante sua vida pública eletiva empunhou a bandeira de Rondônia e saiu em defesa da nossa gente e isso certamente é o diferencial de um homem que soube respeitar o contraditório e sendo leal aos seres pares e ao povo”, pontuou Zoca que se disse bastante otimista com a nova legislatura a 10ª que toma posse no próximo dia primeiro de fevereiro na Casa de eventos Talismã em Porto Velho na ocasião será eleita a nova mesa diretora da ALE/RO para o biênio 2019/2021.

Fonte: Alexandre Araujo/www.ouropretoonline.com

Brasil : CELIBATO
Enviado por alexandre em 22/01/2019 19:43:21

Escritor diz que fim do celibato pouparia Igreja de escândalos sexuais
O escritor paraibano Francisco Sales Cartaxo Rolim, radicado no Recife, autor, entre outros livros, de “Guerra ao fanatismo – a diocese de Cajazeiras no cerco ao Padre Cícero”, declarou ao site “Os Guedes” que se a Igreja tivesse extinguido o celibato, boa parte dos escândalos sexuais que têm sido divulgados em vários países não teria subsistido. O comentário foi a propósito da reportagem do “Fantástico”, da Rede Globo de Televisão, no último domingo, informando que a Arquidiocese da Paraíba foi condenada pela Justiça do Trabalho com vistas a pagar indenizações milionárias a vítimas de pedofilia cometida por sacerdotes nos últimos anos. O assunto teve ampla repercussão nacional e levou a Arquidiocese a divulgar nota oficial apontando impropriedades nas versões divulgadas pelo Procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, que também teria violado o segredo judicial em torno do inquérito em andamento.

Francisco Sales Cartaxo Rolim, que foi secretário de Planejamento da Paraíba no governo do cajazeirense Ivan Bichara Sobreira, ressalta que, lá atrás, muitos padres decidiram por conta própria “conciliar impulso sexual com obrigações religiosas”. Um dos exemplos mais notáveis no Sertão da Paraíba, assevera ele, foi o do padre José Antônio Marques da Silva Guimarães, vigário da cidade de Sousa em quase metade do século XIX. “Do contrário, a Paraíba não teria sido governada por João Agripino e por Antônio Mariz, nem o atual deputado Rodrigo Maia estaria lutando para se reeleger presidente da Câmara Federal, todos descendentes do vigário, deputado e excelente reprodutor padre José Antônio Marques”. No livro “Guerra ao Fanatismo”, Frassalles cita o depoimento de um memorialista, Emmanoel Rocha Carvalho, biógrafo do vigário sousense, afiançando:

– Se não cumpria fielmente os preceitos da Igreja Católica no que diz respeito ao celibato, padre José Antônio Marques cumpria exemplarmente os demais compromissos, com aguçada inteligência, coragem inabalável e elevada capacidade de trabalho, tudo empregado na defesa do seu extenso domínio paroquial. Por isso, era respeitado, ouvido e clamado como homem desassombrado, que chegava a levar a mulher e os filhos para as grandes cerimônias religiosas”. Diz Sales Cartaxo que nessa linha de sinceridade, coragem e responsabilidade patriarcal, o padre José Antônio deixou um manuscrito, datado de 26 de agosto de 1861, quando tinha 55 anos, intitulado “Lembranças do Natalício de Meus Filhos”, no qual estão listados os nomes de seus quinze filhos, com data e local de nascimento, bem assim como o nome da parceira com quem os gerou. O padre José Antônio exerceu intensa atividade política como um dos chefes sertanejos do Partido Liberal, do qual foi o fundador em Sousa e outras regiões.

O escritor informa, ainda, que o sacerdote foi deputado provincial em quatro legislaturas, presidente da Assembleia e vice-presidente da Província. Seus principais herdeiros políticos foram um genro, o médico Fausto Nominando Meira de Vasconcelos, que exerceu mandato parlamentar no Império e o filho Antônio Marques da Silva Mariz, também médico, conhecido como doutor Silva Mariz, que se tornou chefe político de Sousa, de expressão estadual na Primeira República, tendo sido deputado estadual constituinte de 1891 e deputado federal por três mandatos. Ademais, foi prefeito de Sousa, inclusive, na época da criação da diocese de Cajazeiras. Seu filho, o advogado José Marques da Silva Mariz, o substituiu no comando da política sousense.

Nonato Guedes

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 14106 »