Regionais - Seduc esclarece situação da implantação de sistema para deputados - Notícias
« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 12684 »
Regionais : Seduc esclarece situação da implantação de sistema para deputados
Enviado por alexandre em 22/02/2018 09:03:55


Seduc esclarece situação da implantação de sistema para deputados

Secretário e técnicos participaram da reunião da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira

Presidida pelo deputado Anderson do Singeperon (PV), a Comissão de Educação, reunida na manhã desta quarta-feira (21), recebeu o gestor da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e técnicos para explicar a implantação do Sistema Gênesis e sobre a greve declarada pelo Sindicato dos Servidores da Educação (Sintero).

O deputado Anderson iniciou a reunião comentando em relação à declaração de greve por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Rondônia (Sintero) lembrando que a greve é ruim para todos e que se deveria fazer todo o possível para se evitar. “Acho muito justa a reivindicação, mas temos sempre de ter o diálogo”.

O deputado Adelino Follador (DEM) frisou a preocupação quanto a implantação do sistema Gênesis, que está sendo apelidado de Apocalipse, pois é o fim. Está criando uma situação ruim para todos. Professores de 1ª a 4ª série foram passados aos municípios. Pediu em primeiro lugar um planejamento individualizado.

O deputado Lazinho da Fetagro (PT), participou da reunião e relatou casos que já foram repassados a Seduc na qual professores lotados há 20 anos em uma localidade, com o novo sistema “são transferidos para outras cidades, sendo que constituíram famílias, tem filhos e uma vida naquela cidade”.

O secretário de educação, Valdo Alves, ressaltou que este é um processo organizacional de modernização, pois a Seduc, apesar de técnicos excelentes, não consegue avançar. Informou que dos 25% destinados constitucionalmente a Educação, 86% são gastos com folha de pagamento, sobrando apenas 14% para investimentos.

Valdo ressaltou que os estudos do sistema Gênesis são iniciais, de diagnóstico e que a secretaria não tem intenção de prejudicar ninguém. O que é necessário ser feito é adequações de servidores. “Exceções existem, e não vamos prejudicar ninguém. Animosidades existem, mas há muita desinformação” disse o secretário.

Explicou que este “é um trabalho para a maioria, não para a minoria” e garantiu que toda a economia gerada com o novo sistema pode ser utilizado para melhorar os salários da categoria. “Quem define o número de servidores e professores em cada escola são os diretores, que somente informam a secretaria” frisou.

Adelino afirmou que o problema do sistema é já estar tirando os professores das salas de aula

O deputado Ribamar Araújo (PR) pediu para que a equipe técnica da Seduc seja livre para agir e corrigir os vícios já cometidos no meio do caminho, em outras gestões e que este será um trabalho muito difícil.

“Por sermos portadores do povo, somos muito cobrados e minha equipe e eu sempre buscamos informação e somos atendidos na secretaria. Tenho gratidão a toda equipe e podem contar comigo para o que for necessário” destacou Ribamar.

Sobre a declaração de greve, o secretário Valdo afirmou que tem mantido diálogo constante com o sindicato e ressaltou que como secretário depende da equipe econômica para possíveis aumentos salariais. “O governo está aberto ao diálogo para encerrar a greve de forma mais rápida possível” finalizou.

decom

Regionais : Casal paga passagem de ônibus para cama box
Enviado por alexandre em 22/02/2018 09:01:56

Casal paga passagem de ônibus para cama box

R7

Se viagens de ônibus podem ser caóticas, imagine um trajeto com uma cama box atravessada no corredor do coletivo. Essa foi a história compartilhada por Danielle Recruta no Facebook.

No sábado, dia 17, ela conta que estava no ônibus da linha 12 de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, quando um jovem casal subiu no coletivo com a tal da cama — que por incrível que pareça também pagou passagem. "A menina entrou em desespero, pois a cama não podia ficar atravessada no meio do ônibus", explicou na postagem.

Como já era de se esperar, o motorista e os passageiros ficaram irritados com a situação, que atrasou a partida do coletivo. Mas, Danielle não aderiu à confusão: "Eu levantei e resolvi ajudar o casal a colocar a cama no corredor... foi uma luta, uma batalha naval, mas conseguimos".

Ela também destaca que apenas um senhor de boné cinza e óculos (foto) ajudou na manobra e o objeto não atrapalhou o fluxo de nenhum passageiro.

De acordo com Danielle, o dono da cama trabalha como vendedor de balas e não tinha R$ 100 para pagar o frete de entrega. "Ajudar o próximo às vezes não custa nada, apenas uma boa vontade ou forças nos braços", pontuou.

Lições à parte, depois de todo sacrifício, Danielle e o casal riram bastante de toda essa história: "Vamos combinar, nunca tinha visto essa cena na minha vida", brincou a passageira solidária, que tirou a selfie acima para lembrar do momento. Ela acabou descendo do ônibus antes da dupla inusitada e desejou felicidades para eles no texto publicado.

A história de Danielle, que de acordo com a descrição do Facebook trabalha como técnica de enfermagem, já possui mais de 13 mil compartilhamentos e 8,3 mil comentários. Como diz a velha máxima: "o melhor do Brasil é o brasileiro"!

Urgente : STF marca data para julgar pagamento de auxílio-moradia a juízes
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:56:36


O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para o próximo dia 22 de março o julgamento da liminar do ministro Luiz Fux, de 2014, que autorizou o pagamento do auxílio-moradia, no valor de R$ 4.378, a todos os juízes do país. A expectativa é que o alcance do benefício, hoje pago a magistrados de todo o país, seja restringido.

A pauta já aparece como agendada para o dia 23 de março deste ano. A ministra Cármen Lúcia já havia adiantado que colocaria o assunto em pauta no próximo mês. A decisão de 2014, tomada por Fux, incluiu no pagamento inclusive aqueles com casa própria nas cidades onde trabalham. Cogita-se que uma solução intermediária deve ser tomada, já que a pauta é polêmica. Cármen Lúcia tem sido cobrada pela base da magistratura, que tenta evitar a perda do benefício. Há alguns dias, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) havia pedido ao STF para retirar a ação da pauta.

Na petição, argumenta que o processo não está pronto para ser julgado porque falta uma manifestação da entidade. Ainda há um impasse que, se o benefício for restringido, os magistrados teriam que devolver o dinheiro. O entendimento é de que, como o pagamento foi autorizado pelo STF e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), quem recebeu o fez de boa-fé. Um levantamento feito pela ONG Contas Abertas calculou que pagamento de auxílio-moradia a juízes e membros do Ministério Público custou à União e aos Estados, até junho de 2017, R$ 4,5 bilhões. Atualizado até dezembro, o valor atinge R$ 5 bilhões.

(Com informações da Folha de S. Paulo)

Regionais : Juiz afasta vereador de Colniza acusado de falsificar documentos para cassar prefeito morto à tiros
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:54:06


Rodolfo Cesar Andrade Gonçalves
O juiz Ricardo Frazon Menegucci, da Vara Única de Colniza, determinou nesta quarta-feira (21) o afastamento imediato do presidente da Câmara Municipal de Colniza, Rodolfo César Andrade Gonçalves (PSDB), conhecido como “Sargento Rodolfo”. O político é alvo de ação por improbidade administrativa e na esfera criminal, foi processado no último dia 15 por falsidade ideológica.

Conforme o MPE, o “Sargento Rodolfo” é acusado de emitir declaração falsa em quatro documentos (Edital de Convocação 011/2017, Portaria 065/2017, Ofício 0176/2017 e Edital de Convocação 012/2017) com intuito de assegurar a realização de sessão extraordinária para votação da cassação do então prefeito da cidade, Esvandir Antonio Mendes, assassinado em 15 de dezembro do ano passado. A sessão estava agendada para o dia 16 de dezembro.

Segundo consta da ação, os atos administrativos assinados pelo presidente da Câmara foram datados em 13 de dezembro de 2017, no mesmo dia em que ele se encontrava em Cuiabá em reunião com o Governador do Estado e o então prefeito de Colniza. A convocação dos parlamentares para a sessão extraordinária, conforme o MPE, ocorreu antes mesmo do recebimento do parecer final da comissão processante, o que significaria que os documentos foram assinados antes da viagem do presidente da Câmara para Cuiabá.

“O presidente da Câmara já havia antecipado ato administrativo antes mesmo da conclusão do Relatório Final da Comissão Processante, invertendo ordem lógica do procedimento”, diz a ação do MPE.

Ainda segundo o o órgão ministerial, a Lei determina que, após a conclusão do Relatório Final da Comissão Processante, seja aberta vista do processo ao denunciado para razões escritas no prazo de cinco dias. Além disso, o relatório final deveria ter a assinatura de todos os integrantes da comissão, o que também não ocorreu. O documento foi assinado apenas pelo relator da Comissão, vereador Clínio Tomazi, que atualmente está afastado das funções por determinação judicial proferida em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público.

Investigação:

Três meses antes da sua morte, em 15 de dezembro de 2017, o ex-prefeito Esvandir Antônio Mendes esteve na Promotoria de Justiça de Colniza e declarou ter sofrido ameaças, revelando interesse do presidente da Câmara na sua cassação. No primeiro ano de seu mandato, o ex-prefeito de Colniza respondeu a três processos de cassação pela Câmara de Vereadores.

O outro lado:

Durante os 1 (um) ano e 2 (dois) meses de mandato cumpri meu papel de vereador, fiscalizando todos os atos do poder executivo e tomando as medidas cabíveis quando assim era necessário.

Como Presidente da Câmara, meu papel sempre foi de preservar a autonomia do poder legislativo, como um importante instrumento na defesa dos interesses coletivos do nosso município.

O fato lamentável ocorrido com o Prefeito "Vando", vítima de um ato bárbaro e cruel não pode servir de motivação para que seja diminuído o papel da Câmara de Vereadores e da nossa Mesa Diretora, que cumpriu seu papel de fiscalizar os atos do ex-prefeito.

Como Presidente da Câmara apoio integralmente o Ministério Público e o trabalho que vem sendo feito em prol das elucidações do caso. Afirmo, no entanto, que não descumpri o Regimento da Câmara nem cometi quaisquer irregularidades na condução dos processos de apuração das denúncias que haviam contra o Chefe do poder executivo.

O Ministério Público deve cumprir seu dever de defender a ordem jurídica e a Câmara Municipal o dever de fiscalizar e ajudar a Administração Pública. A independência dos Poderes deve ser respeitada e, sob o argumento de apurar um crime, que já tem réu confesso, não se pode agravar a crise política no município.

Guardo a consciência tranqüila do dever cumprido e não deixarei de exercer meu papel como Vereador e Presidente da Câmara. Refuto veementemente todas as acusações injustas e apressadas contra minha pessoa e não posso quedar-me enquanto inverdades e suposições são ditas publicamente sobre minha conduta.

Sempre exerci meu cargo de Vereador na luta por uma cidade melhor e assim continuarei no exercício do mandato que me foi dado pelo povo de Colniza.

Fui um dos primeiros a colaborar com as investigações do crime hediondo que ceifou a vida do nosso ex-prefeito e já forneci toda a documentação requerida pelo Ministério Público.

Continuo à disposição do nosso povo, sempre acreditando na justiça.

Rodolfo Cesar Andrade Gonçalves
Vereador - PSDB

Regionais : Vídeo mostra homem sendo torturado por membros de facção por bater na própria mãe
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:51:28


Um vídeo, que circula pelas redes sociais, mostra um rapaz identificado como V., sendo espancado, supostamente por membros de uma facção criminosa, no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande. O motivo, segundo a filmagem, seria o fato de que o rapaz teria agredido a própria mãe.

Nas imagens, que não serão divulgadas devido à brutalidade da ação, o homem que grava, antes de começar a tortura diz que a vítima “vai tomar um salve porque está batendo na mãe, está desrespeitando”. Três homens com pedaços de fios e madeiras iniciam as agressões que dura cerca de 1 minuto. A vítima, que veste camiseta azul, rola no chão aos gritos.

Logo após, os agressores fazem a vítima afirmar que nunca mais iria bater em sua mãe. “Eu nunca mais vou bater na minha mãezinha, porque eu amo muito ela”, diz o rapaz, que ficou com as costas vermelhas e machucadas. Ainda não se sabe quando estas imagens foram gravadas, mas a assessoria da Polícia Judiciaria Civil, disse não ter conhecimento do fato.

Um caso parecido aconteceu no início mês. O vídeo mostra uma pessoa do sexo masculino, provavelmente um menor, sendo torturado por supostos criminosos por ter cometido um assalto no bairro Doutor Fábio, em Cuiabá. A vítima caída ao solo, enquanto que pelo menos cinco pessoas começam a torturá-lo com pauladas. Desesperado, o rapaz começa a gritar de dor: “Tá doendo, tá doendo”. No mesmo instante em que as pancadas começam, as costas dele ficam vermelhas e machucadas.

Quem filma o vídeo, manda que a vítima fique quieta: “Não grita não, p****”, não grita!”. Já outro, que está ao lado, pede a vez: “Agora sou eu”. Novamente, o responsável por filmar comenta: “Aqui é o trem, rouba aí o Doutor Fábio”. Quase no fim da gravação, a vítima já sem forças novamente pede clemência: “Eu vou morrer, eu não aguento!”. Faltando poucos segundos para o fim, ele aparece com as mãos tremendo e quase sem reação.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Judiciária Civil (PJC) que disse ainda não ter ciência do vídeo. Questionada, afirmou precisar de mais informações para saber se há alguma investigação em curso. Por enquanto, não há nada que identifique a data em que as imagens foram gravadas.

O vídeo abaixo mostra os ferimentos causados pela ação:

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=443288&noticia=video-mostra-homem-sendo-torturado-por-membros-de-faccao-por-bater-na-propria-mae

« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 12684 »