Regionais - Médico boliviano é preso por suspeita de assédio a jovem em ônibus - Notícias
« 1 ... 4 5 6 (7) 8 9 10 ... 12684 »
Regionais : Médico boliviano é preso por suspeita de assédio a jovem em ônibus
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:45:07


Um médico de 46 anos, natural da Bolívia, foi preso nesta quarta-feira (21) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por suspeita de assédio sexual contra uma jovem de 21 anos em um ônibus interestadual na rodovia BR-163, na região de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá). O homem foi encaminhado á Polícia Civil, que confirmou a prisão.

Segundo informações do Agora MT, a vítima disse que estava dormindo no ônibus quando sentiu uma movimentação junto ao seu corpo. Ao acordar ela viu o médico ao seu lado com a mão dentro da calça dela. A princípio o homem disse a ela que tinha insônia, mas depois negou e se desculpou.

O ônibus seguia de Dourados (MS) a Cuiabá. A jovem pediu ajuda ao motorista, que acionou a PRF. A abordagem foi feita na BR-163, já próximo a Rondonópolis. O suspeito e a vítima foram encaminhados para a delegacia.

Regionais : Exonerada após ensaio nu, ex-assessora de vereadora relata assédio e afirma ter feito trabalho artístico
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:42:23


A ex-assessora de gabinete da Câmara Municipal de Cáceres, Niuara Artiaga, fez um desabafo nas redes sociais, nesta quarta-feira (21), após ela ter sido exonerada do seu cargo por fazer um ensaio fotográfico de nu artístico com o profissional Darlan Brunel. Ela, que é historiadora e assistente social, diz não se arrepender da escolha, relata que vem sofrendo assédio em seu perfil e pontua que a atitude é “consequência do machismo da nossa sociedade”.

Em seu desabafo, a modelo do ensaio fotográfico expôs a “situação constrangedora que venho passando em relação de ter realizado um ensaio fotográfico de Nu Artístico Feminino. Primeiro que fui exonerada do meu trabalho por ter feito o ensaio fotográfico. Segundo, eu tinha consciência dos possíveis assédios e comentários in Box e eu sempre soube lidar com isso em razão de ter minha vida sempre exposta e com fotos diversificadas nas redes sociais”.

Niuara afirma que diversos homens foram até o seu perfil para perguntar sobre valores para que ela desse uma “saidinha, passeio, ou o famoso PG [programa]”. Houve ainda aqueles que ofereceram dinheiro em troca das fotos: “Só quero esclarecer que realizei um trabalho artístico para as lentes de um profissional que visou divulgação do teu trabalho enquanto fotógrafo, sem abono ou presentinhos por isso”.

“Esse tipo de atitude infelizmente é uma consequência do machismo da nossa sociedade, que naturalizada a ideia de que mulheres estão sempre disponíveis e interessadas pelo ato sexual e ainda são consideradas vulgares. Eu, enquanto MULHER, historiadora e assistente social devo sim levantar a voz contra o assédio sexual no contexto das redes sociais, e já informo as mulheres e homens que isso não tem nada haver com moralismo, e sim com o respeito”, diz outro trecho da postagem.

Por fim, Niuara mandou uma mensagem às mulheres para que elas não se sintam acuadas e intimidadas em fazer o que sentem vontade ou para recusar um avanço sexual — seja ele ao vivo ou pelas redes sociais. Por fim, ainda lembrou aos que a importunam que “cantada invasiva pode ser considerada uma contravenção penal de importunação ofensiva ao pudor, definida pelo artigo 61 da Lei de Contravenções Penais (Lei nº 3688/41)”.

A exoneração aconteceu no dia 16 de fevereiro, dois dias após a publicação da foto.



Confira abaixo a portaria com a exoneração:

PORTARIA Nº 12/2018

O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CÁCERES, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas prerrogativas legais e regimentais;

R E S O L V E:

Art. 1º EXONERAR, a Servidora NIUARA JÉSSICA ARTIAGA SILVA, sob a Matricula 585, do cargo de Assessora de Gabinete da Câmara Municipal de Cáceres-MT, nível CC-04, a que alude o Anexo II da Lei Complementar nº 111, de 10 de fevereiro de 2017, vinculado ao Regime Geral da Previdência Social-INSS, a partir de 16 de fevereiro de 2018.

Art. 2º Esta Portaria entrará em vigor a partir de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial a Portaria nº 038 de 03 de fevereiro de 2017.

Câmara Municipal de Cáceres-MT, 16 de fevereiro de 2018.

Domingos Oliveira dos Santos

Presidente

Alvasir Ferreira de Alencar

1º Secretário

olhar direto

Regionais : Com uma criança no colo, jovem de 19 anos é presa com 24 tabletes de maconha
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:38:33


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 24 tabletes de substância análoga à maconha na tarde de quarta-feira, no km 733, da BR-163, em Sorriso. A apreensão aconteceu durante uma abordagem a um ônibus interestadual, que que fazia a linha Cascavel (PR) a Alta Floresta (MT).

A droga foi encontrada na bagagem que uma jovem de 19 anos portava dentro do ônibus. O flagrante ocorreu durante abordagem de rotina para verificação de documentos e uso de equipamentos de segurança, por volta das 16h, segundo o chefe da 6ª delegacia da PRF, Leonardo Ramos

“Foi quando uma jovem apresentou comportamento suspeito. Mostrou-se nervosa, o que chamou a atenção da fiscalização. Os policiais fizeram uma revista na bagagem e encontrou a droga”. Segundo a PRF, a jovem levava no colo uma criança de 1 anos e 4 meses. Segundo a suspeita, ela receberia um valor em dinheiro para transportar a droga de Naviraí, no Mato Grosso do Sul, MS até o município de Sorriso.

Fonte: Portal Sorriso

Regionais : PMDB vai dar R$ 1,5 milhão para cada deputado federal e R$ 2 milhões para cada senador para gastarem na campanha eleitoral deste ano
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:34:13


PMDB: R$ 1,5 milhão a cada deputado, anuncia Jucá



Senadores do partido que tentarem reeleição vão receber R$ 2 milhões

O Globo – Patricia Cagni

O senador Romero Jucá (PMDB-RR), presidente do PMDB, anunciou nesta quarta-feira a distribuição dos recursos do fundo eleitoral aos deputados federais e senadores do partido que irão disputar a reeleição neste ano.

A divisão foi decidida numa reunião da bancada de legenda no Congresso — que reconduziu Juca à presidência da sigla. No encontro, os integrantes do partido definiram que cada deputado receberá R$ 1,5 milhão, enquanto os senadores irão ganhar R$ 2 milhões. O senador ressaltou que estão nesse grupo apenas os parlamentares que já têm mandato, e não qualquer candidato.

— Discutimos que do fundo eleitoral os deputados federais receberão R$ 1,5 milhão e senadores candidatos ao Senado receberão R$ 2 milhões — explicou Jucá. Atualmente, o PMDB tem 59 deputados e 14 senadores cujos mandatos terminam neste ano (outros seis senadores tem mandato garantido até 2022).

Publicidade

Caso todos esses parlamentares tentem a reeleição, o partido gastaria R$ 116 milhões. O valor que cada partido receberá ainda não foi definido, mas a estimativa é que o PMDB tenha R$ 222 milhões para utilizar na eleição. Jucá disse ainda que os valores a serem destinados para os outros candidatos — governo estadual e, eventualmente, presidência — serão definidos só depois de o tamanho do fundo eleitoral ser definido. Além disso, adiantou que o quadro de candidatos que vão pleitear vagas pela sigla ainda não está formado.

Mais Notícias : Com Paulo Preto, faxina chega ao porão tucano
Enviado por alexandre em 22/02/2018 08:29:59

Com Paulo Preto, faxina chega ao porão tucano

Postado por Magno Martins
Josias de Souza

Tratado pelos tucanos como leproso, Paulo Preto fez pose de carcará, aquele pássaro que pega, mata e come.

A descoberta de que Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, manteve uma fortuna em contas na Suíça leva a faxina nacional ao recanto mais obscuro do porão do ninho do PSDB –um local onde os tucanos são pardos. Não se trata de denúncia vazia. Vem acompanhada de papéis avalizados por autoridades suíças. Também não é coisa exumada de catacumbas remotas. Em junho de 2016, havia o equivalente a R$ 113 milhões em quatro contas. Em fevereiro de 2017, com a Lava Jato a pino, a grana fugiu para as Bahamas.

A encrenca estava trancada no armário das pendências sigilosas do Judiciário de São Paulo. Veio à luz porque a defesa de Paulo Preto empurrou documentos e informações sobre o caso num processo que corre no Supremo Tribunal Federal. Ali, o personagem é investigado como operador de caixas clandestinas do grão-tucano José Serra, a quem a Odebrecht diz ter repassado R$ 23 milhões por baixo da mesa.

Tomado pela petição dos seus advogados, Paulo Preto dança a coreografia do medo. Ele pede: 1) Que o processo que corre na primeira instância de São Paulo suba para a Suprema Corte. Sinal de que o circo pegou fogo; 2) Que as provas enviadas pela Suíça sejam desconsideradas. Sinal de que o telhado da bilheteria do circo é feito de vidro.

Paulo Preto é ex-diretor da Dersa, estatal paulista de rodovias. Nessa poltrona, revelou-se um talentoso negociador de contratos com empreiteiras. Seu martírio traz de volta uma assombração que tirou o sono de parte do tucanato na sucessão de 2010. Na ocasião, Paulo Preto era acusado nos subterrâneos do ninho de ter sumido com R$ 4 milhões do caixa dois do PSDB. Foi levado à vitrine por Dilma Rousseff, num debate presidencial

Tratado pelos tucanos como leproso, Paulo Preto fez pose de carcará, aquele pássaro que pega, mata e come. Ele borrifou no noticiário um lote de comentários radioativos. Reclamou dos amigos “ingratos”. Chamou-os de “incompetentes.” Por quê? Ora, “não se deixa um líder ferido na estrada a troco de nada.” Esse Paulo Preto de 2010 parecia soar como um delator esperando para acontecer.

Decorridos sete anos, o fantasma reaparece. Num enredo como esse, o melhor que pode suceder à moralidade pública é manter o personagem ardendo nas labaredas da primeira instância paulista. Ali, tudo o que se relaciona com os tucanos costuma caminhar em velocidade de cágado manco. Puxar um processo para o Supremo justamente na hora em que começa a se mover pareceria uma insensatez. Com a palavra Gilmar Mendes, relator da encrenca na Suprema Corte.

« 1 ... 4 5 6 (7) 8 9 10 ... 12684 »