Regionais - Tapete vermelho para Léo Moraes, Acir comanda encontro regional do PDT em Cacoal, eleições poderão amenizar crise das prefeituras - Notícias
« 1 (2) 3 4 5 ... 13326 »
Regionais : Tapete vermelho para Léo Moraes, Acir comanda encontro regional do PDT em Cacoal, eleições poderão amenizar crise das prefeituras
Enviado por alexandre em 17/07/2018 17:27:47

Popularidade – Nem sempre o político bom de voto consegue se manter na política. A afirmação beira a incoerência, mas tem sentido. O deputado estadual e presidente do Podemos em Rondônia, Léo Moraes, que é pré-candidato a deputado federal está encontrando dificuldades para se coligar e disputar as eleições deste ano, que não elegerão, apenas prefeitos e vereadores. Léo é bom de voto, tem uma boa nominata a deputado estadual no partido e enfrenta rejeição para coligar. É o fim da rosca...

Opção – Caso realmente não encontre meios e formas para coligar, Léo tem que colocar na prática um plano B, que seria uma candidatura a vice de Maurão de Carvalho (MDB) ou Acir Gurgacz (PDT), que são pré-candidatos ao governo e esperam o jovem deputado com tapete vermelho. Uma opção de Léo pela reeleição devido a dificuldade em se coligar seria traição com quem escolheu o Podemos somando com ele. Optar por uma das vices acomodaria os filiados-candidatos e realizaria o sonho de um dos postulantes ao governo, que é ter Léo como companheiro de chapa. Quem viver verá...

Governo – O PDT presidido no Estado pelo senador Acir Gurgacz, pré-candidato a governador realizou encontro regional em Cacoal. Acir e seu grupo estão percorrendo o Estado mantendo reuniões e se preparando para a convenção, que definirá os nomes dos candidatos aos cargos majoritários e proporcionais. No encontro do PDT estiveram representantes do Podemos (deputado estadual Léo Moraes), municipal do PSB (Toninho dos Santos), municipal do PT (Marcos Roberto), municipal do PSL (Celso Adame), além de representantes do Patriota, PV e PSC. A meta de Acir é formar uma forte aliança para disputar o governo do Estado.

Crise – O processo político deste ano, com as eleições a presidente da República, governadores, duas das três vagas ao Senado e deputados (federal e estadual) deverá amenizar, ou prorrogar as dificuldades da maioria dos prefeitos do Brasil. Em Rondônia vários prefeitos estão com dificuldades para cumprir compromissos com servidores e fornecedores, problema que deverá se agravar, após as eleições, quando serão analisados, discutidos e votados os orçamentos do Estado, pelos deputados, das prefeituras, pelos vereadores e federal pelo Congresso. Muitas prefeituras não terão condições de fechar o ano com as contas em dia e precisarão de ajuda. O final do ano promete...

Respigo

Uma das figuras mais simpática, educada e coerente da política em Rondônia foi embora antes do combinado. A morte do empresário e político Chagas Neto, ex-deputado federal ontem (16), consternou amigos, familiares e boa parte da população de Rondônia +++ Chagas nos deixou muito cedo e levou consigo muitos planos que pretendia realizar. Que Deus o tenha e nossas condolências aos familiares +++ Somente este ano faleceram quatro ex-deputados federais: Aguinaldo Muniz, Maurício Calixto, Moreira Mendes e agora Chagas Neto. É um ciclo político que vai ficando apenas na memória, nos anais +++ A empresa aérea Azul ficou bem classificada no ranking mundial com o 53º lugar (ante 52º lugar em 2017), melhor equipe de bordo na América do Sul, melhor companhia aérea regional (voos mais curtos, com aviões menores) na América do Sul, melhor companhia aérea no Brasil – melhor companhia executiva na América do Sul, melhor limpeza da cabina na América do Sul. Realmente viajar na Azul é sinônimo de conforto, segurança e bom atendimento

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Regionais : Após tomar chá de Santo Daime, trio é detido e medita nu em delegacia
Enviado por alexandre em 17/07/2018 17:20:28

Após serem flagrados despidos em uma via pública de Campinas (SP), um homem e duas mulheres foram detidos por ato obsceno. O caso, que aconteceu no último fim de semana, ficou ainda mais inusitado quando o trio chegou até a delegacia.

Ainda despidos, os três sentaram no chão e meditaram, enquanto a ocorrência era registrada. O momento foi clicado e as imagens viralizaram nas redes sociais. O delito foi registrado como Termo Circunstanciado (para crimes de menor gravidade) e, após depoimento, todos foram liberados.

Dois dos detidos afirmaram fazer uso do chá do Santo Daime (ayahuasca), consumido em rituais religiosos, que produz efeitos alucinógenos. Uma das mulheres depôs afirmando não ter feito uso da substância, mas citou “leis cósmicas”.


“[Disse] que está aqui enquanto seres cósmicos, motivo único da harmonia das leis cósmicas com as leis planetárias”, aponta o registro. O grupo não falou com a imprensa. As duas mulheres têm 24 anos, sendo uma professora e outra, engenheira mecânica. O homem é autônomo e tem 28 anos. As informações são do Notícias ao Minuto.


metropoles

Regionais : Falência da Boi Gordo: 32 mil credores têm até dia 23 para garantir recebimento; saiba como
Enviado por alexandre em 17/07/2018 17:09:02

Os 32 mil credores das Fazendas Reunidas Boi Gordo S/A podem encaminhar até o dia 23 de julho seus CPFs à administração judicial. A formalização faz parte da fase preparatória de credenciamento que permitirá o recebimento de cerca de 10% dos investimentos em valores atualizados.

Segundo o administrador judicial da massa falida, Gustavo Sauer, o pré-cadastramento servirá de base de dados para a montagem do site que permitirá o auto cadastramento dos credores ou de seus advogados. “A fase pré-sistema irá alimentar e trazer segurança ao próximo passo, que será assegurar a funcionalidade do site para o auto cadastramento”.

Os preparativos para os pagamentos dos credores, que aguardam há 13 anos pela restituição dos valores, dependem da confirmação do Cadastro de Pessoa Física nos endereços eletrônicos disponibilizados na página da massa falida da Boi Gordo.

Desde a decretação da falência, em 2004, foram vendidas mais de 60 fazendas distribuídas por 220 mil hectares, que geraram um levantamento de cerca de R$ 483 milhões. Com esse dinheiro, já foram pagos integralmente os credores trabalhistas — cerca de R$ 75 milhões. Agora, serão pagos todo o passivo tributário e os investidores”, explica Sauer.

O grupo será a primeira empresa falida do setor rural a ressarcir seus credores. Embora o trabalho para recuperação de ativos ainda continue, o promotor do caso, Eronides Santos, lembra que a falência da Boi Gordo serve de alerta para que, “antes de investir, os interessados pesquisem e investiguem a idoneidade da empresa para então colocar altos valores em negócios considerados inovadores”.

Boi Gordo:

Criada em 1988, a empresa Fazendas Reunidas Boi Gordo iniciou em 1996 processo de abertura de investimentos em animais. Foram mais de 30 mil pessoas que investiram neste esquema de pirâmide financeira, que pagava contratos vencidos com recursos de novos investidores.

A empresa era administrada por Paulo Roberto de Andrade, que oferecia aos investidores contratos de investimento que prometiam retorno de 42% em 18 meses. Os ganhos viriam tanto da engorda do boi para abate quanto do crescimento de bezerros. Mais tarde descobriu-se que a empresa funcionava como uma pirâmide, pagando os contratos vencidos com o dinheiro da entrada de novos investidores. Os rendimentos oferecidos não refletiam o lucro com a atividade pecuária. Quando os saques superaram os investimentos, a pirâmide desmoronou.

A notícia de que o negócio não ia bem se espalhou e milhares de clientes resgataram o dinheiro. A Boi Gordo declarou ter 100 mil cabeças de gado no pasto, mas deveria ter pelo menos dez vezes mais, de acordo com os valores recebidos dos investidores. A situação ficou insustentável e, em 2001, entrou em concordata e foi vendida para os grupos Golin e Sperafico no final de 2003, tendo a falência decretada pela Justiça em 2004 e os seus efeitos estendidos para as demais empresas do grupo e para o seu administrador em 2006.

Endereços para o envio do CPF:

http://www.massafalidafrbg.com.br/2018/06/26/624/
gsauer@saueradv.com.br
ppuig@saueradv.com.br

Regionais : Menino de 5 anos escreve o próprio obituário antes da morte
Enviado por alexandre em 17/07/2018 17:00:54

Menino de 5 anos escreve o próprio obituário antes da morte

EXTRA

O pequeno Garrett Michael Matthias, de apenas 5 anos, era fã do Batman, amava brincar com a irmã Delphina e odiava usar calças. Sonhava em ser boxeador quando crescesse, mas um câncer fulminante frustrou os seus planos. Morto no último dia 6, o menino está emocionando o mundo por ter escrito, com a ajuda da mãe, Emilie, o próprio obituário como uma celebração da vida.

No texto, publicado no memorial da família, Garret diz que quando morrer irá se transformar num “gorila e jogar cocô no papai” e expressa seu desejo de ser cremado, “como quando a mãe do Thor morreu, e virar uma árvore para que eu possa morar lá quando for um gorila”. Os funerais, disse o menino, “são tristes: em quero cinco casas infláveis, Batman e raspadinha”.
PUBLICIDADE

Em entrevista à BBC, Emilie contou que Garrett morreu por causa de um câncer raro, após “nove meses de um inferno”, e se disse tocada pelas palavras do filho ter “emocionado tantas pessoas”: a história do menino foi contada por praticamente todos os grandes veículos da imprensa americana. O funeral aconteceu no sábado, seguindo os desejos de Garrett.

Segundo Emilie, ela e o marido, Ryan começaram a escrever o obituário junto com Garrett no mês passado, quando os médicos informaram que o menino estava em estado terminal. Então, em família, começaram a conversar sobre como seria a passagem.

— Quando você lê um obituário normal não recebe muita informação sobre como a pessoa era — disse Emilie. — Eu queria que as pessoas tivessem noção da personalidade de Garrett. Achei que deveríamos escrever nas suas próprias palavras.

O obituário foi compilado a partir de uma série de conversas que tiveram nas últimas semanas do menino. No texto, Garrett se apresenta, cita as pessoas mais especiais e conta o que gosta e o que odeia. “As coisas que mais adoro: brincar com a minha irmã, o meu coelho azul, thrash metal, Legos, os meus amigos da creche, Batman e quando eles me põem a dormir. As coisas que odeio: Calças! O estúpido câncer, agulhas, e aquele ‘nariz de macaco que cheira a puns de cereja”, contou o menino.

Regionais : PC apreende avião com 340 kg de cocaína em MT; 4 são presos
Enviado por alexandre em 17/07/2018 16:58:25

PC apreende avião com 340 kg de cocaína em MT; 4 são presos
Entre os presos estão um dominicano e um boliviano

Cerca de 340 quilos de cloridrato de cocaína foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, dentro de uma aeronave caída na zona rural do município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste de Cuiabá), após o avião fazer pouso forçado, na segunda-feira (16.06). O montante da droga apreendida tem valor equivalente a R$ 5 milhões.

Quatro homens foram presos em flagrante e além da droga, duas armas de fogo foram apreendidas. O piloto da aeronave, Avelino Astacio Santana, 59, descendente nacional da República Dominicana, e o boliviano, José Arias Aguirre, 47, foram autuados pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico internacional de drogas. Outros dois, Luziel Cabral Pereira, 39, e Paulo Roberto Verdego de Sá, 29, trabalhadores de uma propriedade agrícola, foram autuados em flagrante por furto qualificado pelo concurso de pessoa, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram após denúncia à Polícia Civil, sobre uma suposta aeronave que tinha feito pouso forçado a cerca de 60 quilômetros, da zona urbana de Pontes e Lacerda.

Os policiais civis foram até a região e durante buscas encontraram abandonado um avião de pequeno porte, pintado com uma bandeira boliviana. No interior, sete sacos médios e lacrados, com substância análoga a cloridrato de cocaína, foram encontrados. Ao todo a carga continha 165 peças da droga.

Imediatamente os investigadores realizaram rondas nas imediações, sendo região rural e sem tráfego de pessoas transitando, e conseguiram surpreender os dois estrangeiros, que caminhavam por uma estrada. Na abordagem foi apreendido em poder do boliviano e dominicano, um aparelho de GPS da aeronave, confirmando as suspeitas.

Eles foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda e entrevistados em inglês por não falarem português. Durante oitivas, os dois assumiram que transportavam a droga, revelando que carregavam dentro da aeronave mais de 300 quilos de entorpecente. Diante das afirmações, os policiais civis retornaram no local do pouso do avião e passam a entrevistar as pessoas da região.

Na ocasião, os investigadores perceberam dois rapazes, os quais ao perceber a presença das equipes, demonstraram muito nervosismo. Ao serem perguntados sobre o conhecimento da queda do avião, Luziel e Paulo Roberto, acabaram confessando que após o pouso foram até o local ver o que havia acontecido.

Ao avistarem a mercadoria dentro da aeronave, resolveram furtar sete pacotes, com 164 peças no total. Depois utilizando um trator enterraram o entorpecente. Na casa dos dois envolvidos foram apreendidas duas espingardas.

« 1 (2) 3 4 5 ... 13326 »