Mais Notícias - Mãozinha à Bolívia - Notícias
Mais Notícias : Mãozinha à Bolívia
Enviado por alexandre em 03/11/2010 10:56:30

Política : Corrida
Enviado por alexandre em 03/11/2010 02:30:00



Briga pela prefeitura de Ouro Preto já começou

As eleições em Rondônia mal acabaram e, na cidade de Ouro Preto do Oeste, já se fala em outro pleito: a sucessão municipal de 2012. Vários “pré-candidatos” à prefeitura municipal começam a colocar as manguinhas de fora. Entre os nomes que vem sendo ventilados destaca-se: o prefeito Alex Testoni (PTN), o empresário Edson Vicente, o deputado estadual professor Dantas (PT), o vereador Dr. Deraldo Pereira (PT), o deputado estadual Marcelino Tenório (PRP), o ex-deputado estadual Amarildo Almeida e logicamente outros nomes que vão surgir daqui adiante.

O prefeito Alex Testoni, que antes do término das eleições era um candidato potencial a reeleição, sai fragilizado após o resultado do segundo turno. Alex que lançou o seu irmão empresário Jaques Testoni (PP) para deputado estadual que foi eleito com desempenho abaixo do esperado pelo clã Testoni. Eleito Jaques Testoni, enfrenta a desconfiança do eleitorado, mas o Alex com sua arrogância e centralismo, aliado a sede de vingança contra aqueles que ousam a contrariar sofreu duas derrotas no pleito eleitoral a primeira viu o seu ex-escudeiro empresário Marcelino Tenório ser eleito deputado estadual e o que é pior para Alex, foi mais votado em Ouro Preto do Oeste do que Jaques Testoni a segunda derrota de Alex foi a derrota de João Cahulla para Confúcio Moura nos dois turnos das eleições. Um fato que certamente o senador eleito Ivo Cassol (PP) não vai engolir já que o governo do Estado foi o grande responsável pelo volume de obras executadas em Ouro Preto, diante do quadro desenhado o projeto político do prefeito Alex precisa ser repensado sem a interferência dos “babas ovo” que cercam o alcaide.

O nome do empresário Edson Vicente que coordenou a campanha do governador eleito Confúcio Moura (PMDB) na região central do Estado, é um nome emergente que já chega com credibilidade de ser urgido a indicação do PMDB para a disputa em 2012. Estreante no mundo da política Edson Vicente conseguiu impor uma derrota amarga para os adversários e doce para o PMDB que foi a vitória de Confúcio Moura em uma região com dois deputados estaduais eleitos (Jaques Testoni e Marcelino Tenório) e um deputado federal eleito (Carlos Magno) além de um prefeito (Alex) aliado e super beneficiado pelo governo do estado com um volume de obras já mais visto no município.

O deputado estadual pelo PRP Marcelino Tenório, nem mesmo foi diplomado e já tem fortes comentários que o empresário será um nome forte para a disputa municipal em 2012. O deputado eleito Marcelino, que é aliado de primeira hora do deputado federal eleito Carlos Magno pode fazer parte do projeto político do grupo liderado por Magno em voltar a comandar a prefeitura de Ouro Preto.

O PT como sempre e em todas as eleições fica dividido e para 2012 a coisa caminha para o mesmo tom e na mesma pisada. Dois nomes surge para a disputa, o vereador Dr. Deraldo e o deputado estadual professor Dantas que não conseguiu a reeleição, detalhe ambos nomes não tem a simpatia e o apoio do diretório municipal comandado com unha e dentes pelo vereador Almir Barbosa ferrenho opositor dos nomes ventilados, principalmente do deputado Dantas acusado pela militância de trair a confiança do partido quando ao longo dos últimos quatro anos sempre ficou em cima do muro na ALE/RO fazendo o jogo duplo na capital do Estado seguia a cartilha do PT no interior fazia até discurso elogiando a atuação do governo do Estado.

O ex-deputado estadual Amarildo Almeida deverá ser o indicado pelo PDT para a disputa municipal. Mas contra o ex-deputado pesa a sua ausência política no município nos últimos quatro anos.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Brasil : Religião
Enviado por alexandre em 03/11/2010 02:15:49



Deus aplica lição nos fariseus de Rondônia
A participação da Igreja Assembléia de Deus na política deste ano em Rondônia foi desastrosa







A participação da Igreja Assembléia de Deus na política deste ano em Rondônia foi desastrosa. O Fariseu Mor da igreja no Estado, Pastor Nelson Lutchemberg, cometeu diversos erros durante as eleições. Se estivesse conduzindo seu rebanho para o Céu, teria acertado em cheio o inferno.



Falo como evangélico que sou, há cerca de 15 anos, e não tenho medo de errar. No artigo que escrevi no dia 16 de junho de 2010, intitulado “A Igreja rodando bolsinha” causou polêmica, mas acertou em cheio nos prognósticos. No artigo falei sobre a prepotência e arrogância dos religiosos ao impor candidaturas goela abaixo dos fiéis, e constrangê-los a votarem nos escolhidos, então profetizei: “Nenhum milagre vai fazer com que Agnaldo se eleja ao Senado. Expedito também não vai ser eleito Governador. Apenas o Capixaba tem chance de ser eleito Deputado Federal nesse contexto. Isso porque ele se converteu ao evangelho depois dos escândalos”.



O erro dos representantes da igreja foi além. No segundo turno Lutchemberg e seus falsos profetas saíram a campo para tentar eleger o atual governador João Cahula. Usaram de todas as armas possíveis, como calúnias, injúrias e difamação ao candidato Confúcio Moura, hoje governador eleito com quase 60% dos votos. Eles taxaram Confúcio de satanista, macumbeiro e simpatizante da causa gay, tudo isso para desestimular os evangélicos a votarem nele.



A tropa de choque comandada por Lutchemberg percorreu o Estado, em companhia de alguns fundamentalistas, numa verdadeira cruzada contra Confúcio. A ação lembrava os inquisitores da idade média na caça às bruxas. Essa atitude retrógada arremete-me ao pior período da história da humanidade, onde a igreja matou milhares de pessoas em nome de Deus. Se dependesse deles, Confúcio seria queimado vivo, já que foi declarado herege pelos “inquisitores”.



Como Cristão e evangélico, dou graças a Deus pelos resultados das eleições. Se Lutchemberg estivesse agindo sob a orientação espiritual, e não pela mera ganância, certamente agiria diferente ou o resultado seria outro. Sei que Deus está no comando, e os fiéis da Igreja Assembléia de Deus, meus queridos Irmãos, não se deixarão mais enganar por falsas profecias.



* Jeff Canguru é jornalista e também evangélico em Ji-paraná


Autor: Jeff Canguru

Justiça : A casa caiu
Enviado por alexandre em 03/11/2010 01:54:34



Polícia Militar prende quadrilha que aterrorizava zona rural de Ouro Preto

A Polícia Militar de Ouro Preto prendeu uma quadrilha que estava aterrorizando moradores da zona rural do município. Foram presos os meliantes Lucivaldo Alves Santos, 22, Arnaldo Vieira do Prado, 25, (ambos foragido do presídio de Ariquemes) e Luciene Felix dos Santos, 20 moradora de Ouro Preto e apontada como a pessoa que dava cobertura para a quadrilha que tem mais um elemento que se encontra foragido já identificado como sendo Natanael Viana Pinheiro.

Segundo informações da Polícia Militar, uma denuncia feita para o número 190 informava que dois elementos estavam em atitude suspeita em um bar localizado no Posto de combustível na BR 364, uma viatura composta pelos PMs, Resende, Campos e Isac, compareceu ao local, mas os dois elementos ao perceberem a presença policial empreenderam fuga em duas motos Honda Bros, pretas e placas NDE – 3500/RO e NDV – 3525/RO, ambas foram roubadas na cidade de Alto Paraíso. Foi feita uma perseguição pelas vias da cidade tendo um dos elementos abandonado a moto e emprenhou-se no matagal, enquanto que o segundo elemento identificado como sendo Lucivaldo Alves, foi capturado quando tentava pular o muro de uma residência.

Preso o elemento Lucivaldo Alves confessou ser foragido do presídio de Ariquemes e que juntamente com dois comparsas tinha jeito uma família refém na RO 470 (conhecida como linha 81) linha 04, KM 03, zona rural de Ouro Preto e de lá levaram dinheiro, jóias, roupas e um veiculo Fiat Uno, branco, placas NDZ – 4684/RO. Lucivaldo indicou o local onde estava homiziado um de seus comparsas, a Policia esteve em uma propriedade rural no Distrito de Cedro Rosa, pertencente ao município do Vale do Paraíso, e prendeu o elemento Arnaldo do Prado que estava dormindo dentro do veiculo tomado no assalto e em seguida foi presa Luciene Felix que estava guardando uma pistola calibre 380. Conduzidos para a DP local a quadrilha foi qualificada em assalto a mão armada e Cáceres privado e formação de quadrilha após os procedimentos legais todos foram recolhidos a Casa de Detenção onde ficarão a disposição da Justiça.

Ficha criminal dos elementos

Lucivaldo Alves cumpre pena por assalto a mão armada e foi condenado há 20 anos de prisão.
Arnaldo do Prado cumpre pena por homicídio ocorrido no ano de 2004 em Ouro Preto do Oeste, quando matou um homem a pauladas, foi condenado há 18 anos de prisão.
Luciene Felix estava em liberdade condicional após ficar presa por três meses na Casa de Detenção local acusada de roubo e formação de quadrilha.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Policial : Covardia
Enviado por alexandre em 03/11/2010 00:34:27



Balconista é morto e Polícia elucidar crime em menos de 4 horas

O balconista de farmácia Marcos César Diniz Amorim, 36, que morava na Rua Ari Pinheiro nº. 74, bairro Jardim Aeroporto I foi encontrado morto na sua residência na manhã desta segunda-feira (02), com um profundo corte na garganta. Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o balconista Marcos Diniz conhecido como Marquinhos pessoa bem relacionada na cidade não iria ao trabalho há dois dias o que motivou o seu colega de trabalho Eliel Luciano da Silva a ir à residência da vitima e deparou-se com cena macabra com o corpo da vitima sobre um tapete, despido e em volta de uma poça de sangue.



Uma viatura da Polícia Militar composta pelos PMs, João, Montalvão e Geovane estiveram no local e fizeram o devido isolamento até a chegada da Polícia Técnica que constatou que a vitima foi morta com um profundo corte na garganta e uma pancada na cabeça. A Polícia agiu rápido e em menos de 04 horas elucidou o crime de morte em que foi vitima o balconista Marquinhos.



Foi preso o elemento Wanderson Santiago Celso, 19, (foto) morador da RO 470 (conhecida como linha 200), KM 04, gleba 14, lote 11, zona rural de Ouro Preto. O elemento confessou que juntamente com seu comparsa identificado apenas pelo pré-nome de Cleiton (que até o fechamento desta matéria não tinha sido preso) foram até a residência da vitima e passaram a ingerir bebida alcoólica. Após várias latas de cervejas a dupla resolveu colocar em pratica o plano de matar a vitima que foi surpreendida com um golpe de pedaço de pau na cabeça em seguida segundo depoimento do elemento Wanderson, que imobilizou a vitima enquanto o elemento Cleiton cortava a garganta.


Após o crime a dupla fugiu deixando na casa da vitima uma moto Honda, Titan, azul, placa NDA – 5100/RO e levaram o Fiat Pálio, branco, placas NBJ – 6525/RO que pertencia ao balconista Marquinhos. O elemento Wanderson chegou a ser preso na madrugada de segunda para terça-feira por direção perigosa, mas sua mãe pagou a fiança arbitrada em R$ 1.700,00 e foi solto e menos de 24 horas o elemento voltou para a cadeia desta feita como acusado de latrocínio e caso seja condenado poderá ficar até 30 anos preso.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com